Tag: feminismo

12.02.17

Carta Aberta aos Diretores e Artistas de “Malhação- PRO DIA NASCER FELIZ”

No dia 08/02/2017, foi ao ar uma cena de Malhação que me deixou perplexa e preocupadíssima. È lamentável que, uma novela direcionada ao público adolescente, fase essa de descobertas e aceitação do Eu, venha tratar com tanto descaso e falta de respeito um assunto tão sério.
A cena em questão era uma DR entre o casal Joana e Giovanne, protagonizado pelos atores Aline Dias e Ricardo Vianna. O conflito se dava por Giovanne estar com ciúmes da namorada pelo fato dela ter feito um ensaio para uma campanha onde estaria de biquíni. No desenrolar da cena, Joana convida o namorado para comer um churros e o mesmo, por ser atleta, alega que seu técnico não se agradaria com a ideia dele comer doce e fritura e a mesma promete que será um segredo dos dois.
Até ai tudo bem. A bizarrice da cena se dá nesse momento: Giovanne diz que só vai comer se a namorada prometer que ficará bem gorda, para que nenhum homem mexesse com ela, ao que a mesma responde da forma mais insensível possível:
“- Ah não, pra você largar de mim?“


O namorado até tenta consertar dizendo que a amaria do mesmo jeito, mas nesse momento a bala já atingiu seu alvo, a adolescente gorda que está assistindo em casa. A arte é uma das formas mais genuínas de se levar as pessoas à reflexão. A arte salva, cura depressão e é inadmissível que ela seja usada para oprimir, para desclassificar uma pessoa. Eu passei o resto da tarde e noite martelando isso na minha cabeça, fiquei pensando como esse diálogo chegou até aquela adolescente que luta diariamente, luta para que seja vista como uma pessoa normal, que luta para se sentir bem quista entre seus amigos, para que não vire chacota na escola e em casa por ter um corpo gordo. Fiquei pensando em como esse diálogo deve ter doido, como deve ter sido humilhante ouvir de seus ídolos que, um corpo gordo é recusado pela sociedade, que homem não gosta de gorda.
Sabemos que a adolescência é uma das fases mais difíceis na vida de um ser humano, é a fase de aceitação e isso pode gerar traumas, algumas vezes irreversíveis. Eu, como gorda e atriz, me senti no dever de expor o meu descontentamento perante essa situação. Espero que essa bala não tenha atingido ninguém, mas caso tenha, saibam que esse diálogo apresentado ontem em MALHAÇÃO foi um equívoco, ter um corpo gordo não a faz inferior a nenhuma outra mulher.
Espero pelo dia em que ligaremos a TV e nos deparemos com uma protagonista gorda, mas uma gorda feliz, por que as que se têm nos apresentado é uma gorda que só é feliz quando emagrece e vira a top da história. Existe gorda feliz, não sei por que ocultam isso. Chega de colocar gorda na posição de chacota e inferioridade. Na própria MALHAÇÃO, a personagem de Aline Dias é a protagonista Negra, honesta e que conquista seus sonhos através de seu esforço, e tenho certeza que muitas adolescentes negras se espelham nela. Chegou a vez da gorda ser representada com respeito e sem ser desmerecida em cena. As nossas adolescentes gordas precisam se enxergar na posição de protagonista de suas vidas.
Espero de coração que os próximos temas sejam abordados com mais cautela, porque, se esse diálogo foi uma tentativa de fazer a mulher gorda se sentir bem, vocês falharam.
Cordialmente,

 

*Texto escrito por uma telespectadora, que ao assistir  a cena, se assustou com a Gordofobia explícita em um programa voltado para adolescentes.

03.02.17

{Re}descobrir-se é preciso!

Desde crianças somos ensinadas a seguir padrões sejam eles quais forem.
“Você e mocinha, tem que sentar de pernas fechadas”
“Não pode falar muito alto porque é feio”
“Olha, não coma muito porque senão vai engordar e nenhum menino vai te querer”
Essas e muitas outras frases que escutamos durante um longo período da nossa infância e adolescência tem um impacto muito grande na mulher que nos tornamos. As pessoas nos cobram um modo de viver que seja adequado a agradar as pessoas e o nosso eu fica em último lugar, muitas das vezes nem existindo.
O problema é que se adequar a esses padrões não é tarefa fácil e na maioria das vezes muitas meninas, por mais que tentem ser “exemplo de moça de perfeita” não conseguem e se culpam por isso, trazendo muitos traumas e frustrações pra suas vidas.
Por que estou dizendo isso? Porque eu sofri um pouco com essas imposições (não vou dizer que sofri muito porque graças a Deus meu processo de libertação começou cedo).
Sou do tipo grandona, a maior de todas as turmas, escandalosa, perua e sempre gostei de aparecer, mas era repreendida por algumas pessoas que julgavam que esse não era o comportamento certo pra uma garota.
Tudo na minha vida foi precoce. Descobri as coisas muito nova, casei cedo, saí de casa cedo e me joguei nesse mundo que por mais cruel que seja faz a gente crescer. E aquela coisa: ou vai ou racha. E comigo foi!
Foi aí que descobri que o meu jeito de ser, o meu corpo, as minhas escolhas, pertenciam só a mim e a mais ninguém.
Aprendi a me amar da forma que eu sempre fui, com o corpo que eu sempre tive e lutei muito durante muito tempo para mudar a fim de ser aceita, e com o comportamento escandaloso e excêntrico que sempre tive.
Hoje eu tento mostrar pras mulheres que elas podem ser o que quiserem e da forma que quiserem, independente do que digam. Sei que essa frase está bem batida, ouvimos muito por aí, mas a pratica dela quase não existe.

Muitas mulheres precisam de inspiração sim, precisam desse empurrão, precisam ouvir mais de dez vezes a mesma coisa para se aceitarem e se amarem da forma que são, por isso aceitei o convite da Carol Paiva Fotógrafa pra fazer parte do Ensaio Redescobrir-se, onde ela queria mostrar que a mulher gorda pode ser sensual e sexy sim e que isso não tem a ver com o corpo e sim com o que a mulher emana do interior.



Para ver mais fotos cliquem aqui.

Tem uma frase que eu amo e sempre repito: “Auto estima é afrodisíaco” então experimente se amar, se aceitar, buscar viver da forma que te faz feliz e que te agrade em primeiro lugar que todo o resto se tornará sem importância.

 

24.01.17

Revista Cada Uma – Vamos Apoiar?

Já falei aqui no blog sobre o Projeto Cada Uma (aqui), mas agora eu tenho um super convite para todos vocês, apertem o play e confiram. *_*

O Projeto Fotográfico Cada Uma prepara-se para uma ousada evolução: No dia 13 de dezembro iniciou uma campanha de financiamento coletivo, via Benfeitoria, com o objetivo de viabilizar a edição nº 1 da Revista Cada Uma – publicação que promete ser a primeira revista feminina do Brasil a divulgar em suas páginas apenas imagens sem retoques de mulheres com belezas comuns.
O Cada Uma nasceu no ano de 2015 com o intuito de questionar os padrões estéticos, fotografando mulheres reais – de maneira voluntária – que posam para retratos de nu, simples e autênticos, que registram a beleza em sua maneira mais realista e crua. “Queremos que os ensaios despertem um questionamento sobre o significado de beleza”, conta Felipe Mariano, um dos idealizadores do projeto.
Segundo Jéssica Chama, também idealizadora, a ideia surgiu ao buscar referências no segmento de retratos. “Me dei conta de que, no que se refere a ensaios de nu e sensual, as modelos retratadas seguiam padrões estéticos extremamente parecidos: mulheres magras, brancas, cabelo liso, sem estrias, nem celulites… impecáveis. Ou melhor – irreais”, explica. “Foi quando resolvemos resgatar e aplicar em nossos retratos a fotografia Documental”, completa.

Por meio de suas fotos nuas, estas mulheres dizem ao mundo que estão confortáveis com suas formas. E a mensagem tem sido ouvida. O Cada Uma já possui mais de 35.000 seguidores nas Redes Sociais. E recentemente causou polêmica ao ter um post compartilhado por mais de 14.400 vezes e visualizado por 2.244.982 pessoas.
Foi então que, inspirados pelos seguidores, os seus integrantes decidiram ir mais longe. “Os ensaios são publicados na íntegra no site e algumas fotos são escolhidas para serem divulgadas diariamente em nossos perfis nas redes sociais. O aumento do número de seguidores e o poder de alcance de nossos posts nos mostrou que estamos no caminho certo”, pontua Lívia Almeida, responsável pelo projeto editorial da Revista.
Existem dados para comprovar esta constatação. Em todo o mundo, apenas 4% das mulheres se consideram bonitas. Mas em contrapartida 80% delas concordam que toda mulher tem algo bonito em si; e desejam que a mídia retrate esta beleza. “O questionamento ao padrão de beleza vem ganhando a importância que merece e as mulheres brasileiras anseiam por uma publicação que fortaleça o empoderamento feminino, a auto-estima e autonomia sobre o próprio corpo. E estas são as premissas da Revista que objetivamos entregar para elas”, finaliza Lívia.

Eu já fiz a minha contribuição e convido todos vocês a colaborarem, com apenas 10 reais de cada um a Revista Cada Uma vira realidade e muitas outras pessoas vão entender que toda beleza tem seu valor. Para contribuir é só clicar aqui, espalhem esse post para que mais benfeitores sejam alcançados.

 

10.01.17

Verão sem Neuras

Este ano o nosso #ProjetoVerãoSemNeuras deu uma evoluída básica haha, para começar eu encurtei a hashtag e o nome em si, agora vocês vão ver nas imagens apenas Verão Sem Neuras. O corte foi mesmo para focar no objetivo, que é viver o verão em sua plenitude com o corpo que temos.
Outro ponto é que depois de 4 anos apenas no Facebook, agora temos um Instagram só para a postagem das fotos é o @veraosemneuras e já tem um monte de linda por lá.

O últimos meses foram complicadinhos para mim e acabou que ainda não tinha conseguido vir contar sobre essas novidades, e convidar vocês todas para participar, é sempre muitooooooo legal ver vocês inspirando e se inspirando através do #VerãoSemNeuras.

 

O projeto #VerãoSemNeuras só existe e é sucesso nos últimos 5 anos por causa de vocês, sem vocês ele não teria a menor graça, então eu aguardo a foto de todassss para eu poder compartilhar no Instagram e no Facebook.
Precisa ser foto de biquíni? Claro que não, precisa apenas ser foto curtindo o verão da forma que você se sente confortável, o que não vale é ficar em casa passando calor.
Para quem ainda não se sente livre para curtir, eu indico que clique aqui e leia este texto que foi o motivador de tudo isso. *_*

Como está sendo este verão de vocês, já se sentem merecedora de curtir?  Espero que sim, pois este é o foco. <3

04.01.17

Que 2017 seja Espetacular!

O ano que passou foi difícil para a maioria das pessoas, seja por falta de grana ou outros problemas, foi um ano que realmente precisava se findar para que fosse possível uma renovação nas nossas esperanças. Para mim teve muita ansiedade e estresse por conta do TCC, mas eu sobrevivi e estou aqui pronta para ter um ano espetacular.

Quem mais espera que o Ano Novo seja espetacular? Se você assim como eu deseja que ele seja, é importante que a gente faça por merecer, pois infelizmente nada cai do céu.

Eu não farei listas nem traçarei objetivos para se ter um bom ano, pois acredito que isso é algo muito individual,e só nós mesmas podemos definir o que é ideal de se fazer ou não.

Mas eu tenho uma meta que é a cada dia ser mais feliz e realizada que no dia anterior, logicamente que nem todos os dias serão bons, mas é importante é que no próximo dia eu consiga ter um dia bem melhor.

Não existe uma formula para se ter um ano espetacular, mas é preciso que exista em cada uma de nós disposição para recomeçar e tentar sempre fazer o nosso melhor.

Para o Blog eu almejo que o neste ano eu consiga dar ainda mais visibilidade para outras mulheres, para que possamos juntas ajudar e incentivar que outras minas se descubram maravilhosas.

E vocês o que esperam para este ano que se inicia?