Categoria: Gorda

26.04.17

Vai ter moda Plus Size na Babilônia Feira Hype!

Sempre falo aqui no blog sobre a necessidade de inclusão das mulheres gordas em todos os setores da sociedade, é maravilhoso ter várias campanhas publicitárias com semelhantes a nós, é lindo ter atrizes com corpos maiores, mas precisamos ir ocupando um pouquinho por dia. Nesse fim de semana, graças a uma marca que está pensando além, teremos moda plus size na Babilônia Feira Hype na Zona Sul do Rio de Janeiro.

E é sobre quem está indo além que vou falar hoje, acredito que muitos de vocês já conheçam a marca carioca Nabeca Tamanhos Reais, mas neste final de semana um montão de gente vai conhecê-la e descobrir que existem marcas especializadas em gordas e de quebra já saber que gordas podem se vestir bem e com preços acessíveis.

Os proprietários da NaBeca (Rebeca e Leo), toparam o desafio (e o investimento) de levar a moda plus size para Babilônia Feira Hype, o evento tem como público estimado 10.000 pessoas (3 dias de evento), mas eles (e eu também) querem muito que as meninas do RJ compareçam ao evento para dar aquela força e mostrar que nós existimos e queremos e consumimos MODA .

A Zona Sul do Rio de Janeiro é mundialmente conhecida por ter corpos sarados e um estilo de vida fitness, mas a gente bem sabe que gordos existem em todos os lugares, mesmo que ninguém nunca pense neles. E foi exatamente por pensar nessas pessoas que a NaBeca vai marcar presença no evento.

No stand da NaBeca Tamanhos Reais vocês vão encontrar peças com valores de 28 a 99 reais, tem shorts, blusas, calças, vestidos, casacos e muito mais. Confiram na galeria abaixo alguns looks que estarão no evento.

Viram quanta coisa legal? Aproveitem o fim de semana prolongado para fazer um programa diferente e ainda dar força para uma marca que está lutando pela inclusão em um ambiente novo.

Fora a NaBeca, o evento conta com marcas diversas (acessórios, decoração, bijus, design , infantil, masculino e feminino), um FOOD PARQUE com 50 expositores e ainda música de boa qualidade.

Não dá para perder. *_*

24.04.17

A Páscoa, o chocolate e a culpa.

O mês de abril é marcado por um dos doces mais queridos pelo mundo: o chocolate. E com isso, geralmente vem muita culpa por estar comendo, mas porque será que isso acontece?
A culpa é um sentimento que pode ser experimentado por muitas situações na vida, dentre elas a comida. Essa culpa tem seu centro em dois pontos principais: regras alimentares e a gordofobia.

Comida e corpo
A alimentação hoje é cercada por informações imperceptíveis sobre ela (que ela tem proteínas, flavonoides, fibras, gorduras, etc.) e com isso precisamos de especialistas para nos dizer sobre isso que muitas vezes acabam por simplificar a informação entre “faz bem” ou “faz mal” / “engorda” ou “emagrece” / “é saudável” ou “não é saudável”.
Além de a relação entre alimentação x saúde e alimentação x peso não ser algo que dá para simplificar dessa forma, o problema maior é que isso causa uma sensação de culpa quando um alimento do lado sombrio da força é comido por estar “fazendo mal a si mesmo”.
No meio dessa bagunça ainda tem um ingrediente muito importante que dá um sabor ainda mais amargo a ela: a gordofobia. Aqui, no sentido literal, com um grande medo de tornar-se ou permanecer gorda, onde o alimento “saudável” ou “que faz bem” é no fundo o alimento que “emagrece” ou que “não engorda”. Até porque o alimento que “faz mal” sempre está associado a pessoa gorda na sociedade. Daí, mais culpa.

 

Todos esses elementos se transformam em um ciclo (veja abaixo) que fazem a pessoa permanecer nele, fazendo a relação com a sua alimentação, com o seu corpo e também com saúde ficar cada vez pior.

Em algumas situações esse ciclo é tão prejudicial que a pessoa desenvolve o transtorno da compulsão alimentar, o mais comum entre os transtornos alimentares, onde a relação com o corpo e comida estão tão prejudicadas que a pessoa começa a ter dificuldades para comer qualquer comida, sentir que está restrita a certas atividades por conta da sua alimentação, comer escondido, achar que todas as pessoas estão olhando para o seu corpo enquanto sai na rua, etc.

Coma chocolate sem culpa!
O jargão “coma sem culpa” na internet geralmente está associado com um ovo de páscoa fit / light ou qualquer coisa do tipo. É como se estivesse implícito: se eu comer algo mais saudável não precisa sentir culpa. A culpa relacionada a alimentação não está relacionada ao conteúdo de nutrientes do alimento, mas sim a fatores psicossociais ligados a alimentação e o corpo (mais especificamente a divisão dos alimentos entre bons e ruins, e o medo de ficar gorda).

 

20.04.17

10 Motivos para ir ao HashTag Bazar Plus Size

No próximo sábado, acontece mais uma edição do HashTag Bazar Plus Size no Rio de Janeiro, o evento é mensal e acontece nos bairros Flamengo e Tijuca, mesmo já tendo ocorrido várias edições ainda vejo muita gente questionando se compensa ou não ir.
Pensando nisso, eu pedi ajuda para outras meninas que frequentam bazares plus size para contar para vocês os melhores motivos para irem a um e adaptei a realidade do #HashTagBazar.

 

1. Bazares são locais onde a grande maioria das peças estão disponíveis no nosso tamanho. No #HashTagBazar a grande maioria das marcas disponibilizam peças até o tamanho 60 e outras já chegaram ao manequim 70, mas algumas ainda ficam até no máximo 56.
2. Não vamos esbarrar em vendedoras tratando com desdém, por não nos enxergar como consumidoras em potencial, lá, nós gordas, somos o alvo delas.
3. Oportunidade de comprar de marcas que só possuem lojas virtuais, podendo experimentar e ainda economizando o valor frete.
4. Promoções! Sempre rolam peças com preços incríveis.
5. Muitas marcas contam com as proprietárias como vendedoras, então é possível bater papo e conhecer melhor o conceito da marca, e ainda ter uma ajudinha básica na hora de escolher suas peças.
6. Tendências de moda em primeira mão, em todos os bazares as marcas levam lançamentos. Algumas peças demoram dias até chegar às lojas virtuais.
7. A gastronomia do #HashTagBazar é um detalhe importantíssimo, os expositores de lanches/doces são super maravilhosos e todo mundo que vai adora e elogia.
8. Maior concentração de gordos do Rio de Janeiro hahaha, parece algo estranho de se ler assim. Mas é muito espetacular estar em um evento organizado por gordos, com expositores gordos para atender clientes gordos. Não se trata de nenhum tipo de segregação, é inclusão e fortalecimento dos gordos, mas os magros que vão tanto para trabalhar quanto para passear também curtem e são bem vindos.
9. Desfiles com pessoas comuns  e rodas de conversas, tudo focado em desconstruir e empoderar.
10. Entrada Gratuita, o evento acontece durante todo o dia, tem cerveja e é perto do metrô. Mesmo quem não pensa em renovar o guarda roupas pode passar por lá e curtir toda a programação.

Com todos esses motivos, não dá para perder. Não é mesmo?

Serviço:

HashTag Bazar Plus Size

22 de Abril |Sábado| de 11h às 19h
Rua São Salvador, 49 ICE Flamengo
Confirmem presença aqui.

Moda plus size:

ACKON –  Amaryllis Moda & Acessórios.AssensAteliê Cretismo Beauty In Curves – BELLE ROSE PLUS SIZECabidemix – Carlota-rio moda carioca PLUS size – CAZACO. – Cromo.somos – Desapegos da atriz Cacau Protásio –  Elai Plus – Flower Plus Size – Gordinha dos Sonhos – Maria Abacaxita –  NaBeca Tamanhos Reais   Nina Vazquez Moda E Estilo – Popy Moda Feminina (Jeans até o 64) – Rainha Nagô

Acessórios/Variedades:

AndarBem Sapatos – Aziza Abdullah Artesanatos – Cantinho de Retalhos – Clube da Meia Calça –Entrecores – Juntinho & Misturado – Luar da Prata – Mary Help, acessórios criativos 

Gastronomia:

Cerveja Trópica –  Crazy in Churros – Empório Delicias da Fazenda – Pausa 20 SalgadinhosRicco Sabores (Almoço e Lanche) – Taste Beer & Bacon 

 

Eu tenho certeza que essa edição será maravilhosa, quem for do RJ não pode perder. *_*

Vocês indicam outros motivos para ir aos Bazares Plus Size? Deixem aqui nos comentários.

17.04.17

Tirem seus padrões do meu Empoderamento!

Outro dia, compartilhei no meu Facebook uma postagem, onde uma moça abordava o fato de se estar sendo criado um padrão para o empoderamento, pude perceber que mais pessoas também concordavam com ela. Infelizmente, ela apagou, eu perdi o compartilhamento e também a frase exata, mas ficou a semente da problematização e irei plantar agora por aqui hahaha.

Enfim, as mulheres estão donas de si e aprenderam que a beleza fora dos padrões midiáticos também é beleza e poder, hoje em, dia ter um feed de rede social cheio de mulheres fora dos padrões é maravilhoso, mas como todo excesso é prejudicial, já é possível percebermos exigências para comprovar empoderamento.
Se repararmos bem, vamos perceber que existem vários padrões sendo cobrados das pessoas “fora dos padrões” e isso é simplesmente ridículo.
Eu poderia citar vários casos que vejo, mas vou citar apenas alguns pontos que tenho percebido quando o assunto é GORDA EMPODERADA.
É preciso postar fotos com roupas justas, estar sempre impecavelmente maquiada, muitas fotos de biquíni, precisam inclusive postar semi nudes…para que sua sua autoestima não seja questionada zZZz, se ela se ama mesmo por qual motivo não se mostra?
Por outro lado, a galera que se encaixa nesse “padrão empoderado” fica numa luta constante de likes, se um dia posta uma foto de biquíni e faz sucesso, no outro ela posta com lingeries e no outro nua… Muitas vezes, a pessoa só faz isso para manter o “sucesso” e não por vontade dela exatamente e isso é bem triste de observar.
O que quero dizer é:
Parem de cobrar que a mulher gorda esteja sempre maquiada e super arrumada, parem de cobrar que as gordas estejam sempre sensualizando, parem de cobrar um padrão para quebrar padrão.
POR FAVOR, PAREM!

Imagem: Julia Bbusato Photography

É lindo ver uma gorda super produzida, é lindo ver uma gorda pelada, mas lindo mesmo é quando isso não vira imposição.

Nosso empoderamento é pessoal e não pode ser medido em fazer ou não fazer algo para postar nas redes sociais, até pq a vida não pode ser limitada ao que fazemos na internet, ao menos não deveria…
Não permitam que a imposição deste “novo padrão” atrapalhe no REAL empoderamento, nós podemos ser o que quisermos e isso não precisa e não deve ser baseado em likes e looks, é preciso que seja de dentro para fora, não o oposto.
É necessário que sejamos livres de qualquer padrão!

10.04.17

Vestido Floral – Look Chic e Elegante

Na última quarta fui almoçar em um Hotel Fazenda próximo da minha cidade e aproveitei para usar e fotografar meu vestido floral da Chic e Elegante.

Sabe aquela peça que a gente vê e ama de cara? Foi isso que aconteceu com este vestido, eu amei as cores fortes da estampa e a modelagem, não tive dúvidas ao escolher ele para vir morar comigo. Quando chegou e eu pude vestir, ai eu gamei totalll, e tive certeza absoluta que ele seria meu vestido queridinho do outono.
Confiram nas fotos e entendam os motivos que me deixaram apaixonada.

Eu estava usando:

Vestido Floral – (Aqui)

Sandália – Antonella

Acessórios – Sanvi’s

 Imagens: Johnyfer Silvério Fotografia

Eu já mostrei muitos looks da Chic e Elegante aqui no blog e sempre falei muito sobre a qualidade das peças e a modelagem perfeita para o corpo gordo. Mas acredito que a marca está na sua melhor fase (no meu ponto de vista é claro), eles estão trabalhando com estampas muito maravilhosas nas últimas coleções, e eu fico querendo TUDO.

Lá no site da Chic e Elegante tem também um Outlet, com muita coisa bacana com preços super acessíveis, não deixem de visitar e garimpar por lá também (acessem aqui).

Eu já disse que adorei o meu vestido, mas e vocês o que acharam? Contem-me tudo aqui nos comentários.


*Look Patrocinado