Tag: mídia

06.08.17

Mercado Plus Size em Juiz de Fora é destaque na Tribuna de Minas

Embora eu não resida em Juiz de Fora, foi nesta cidade, o meu primeiro contato com a moda plus size, lembro-me bem da primeira vez que vi uma manequim maior na vitrine e também da primeira vez que eu comprei em uma loja onde a maioria das peças me serviam. Ainda hoje, sempre que preciso de alguma peça de roupa urgente, é em JF que eu corro para achar algo legal.
O blog nasceu em 2009 e eu sempre tive um desejo enormeee de ver o mercado da minha região evoluir e atender cada vez mais as mulheres gordas.
Hoje eu me sinto realizada em poder falar na Tribuna de Minas, o maior jornal da região, sobre essa necessidade de atenção do mercado para a moda plus size, acredito que a matéria possa ser um impulso para o comércio da cidade e torço muito por isso.

Convido vocês a clicarem aqui e lerem a matéria inteira.

Plus Size Tribuna de Minas
Agradeço à estudante de jornalismo Julia Campos pela matéria super completa e também à toda a equipe da Tribuna de Minas que colaborou para este resultado. ❤

Eu não tenho dúvidas de que o mercado plus size de Juiz de Fora evoluiu muito desde o meu primeiro contato (se minha memória não estiver me traindo, isso ocorreu em 2005), mas ainda temos muito o que melhorar e essas mudanças só serão possíveis com a união entre lojistas e consumidores. Quando nos posicionamos e cobramos mudanças, que as melhorias vão acontecendo…

E quem se organiza vai sempre mais longe, convido as pessoas interessadas no tema a participar (aqui) do nosso grupo no Facebook.

Que esta seja a primeira abordagem sobre o tema, que possamos em breve estar no mesmo jornal, comemorando as transformações e melhorias do mercado, que necessita ser cada vez mais inclusivo e acessível.

05.07.16

Gordas dançando na Globo – Um grande Show!

No último sábado durante a programação do Criança Esperança os telespectadores da TV Globo foram brindados com uma apresentação da Anitta que foi um grande show, o grande diferencial de todas as apresentações dela é que dessa vez a cantora se apresentou com um balé composto por mulheres gordas. *_*
Sei que a Globo é uma mídia de massa, que muito mais atrapalha do que ajuda na autoestima de mulheres gordas, mas dessa vez o close foi certo por demais e ter tido gordas dançando na Globo foi um grande show. <3
Convido a cada uma que ainda não assistiu à apresentação que aperte o play agora mesmo.

Poderia ter sido ainda melhor (acredito que um balé com todos os tipos de corpos seria ainda mais fantástico), mas foi algo diferente de tudo que já tivemos na mídia tradicional e isso precisa ser comemorado.
Foi a primeira vez eu vi na Globo mulheres gordas serem retratadas como sensuais, nada de gorda sendo modelo plus size ou comediante, dessa vez as gordas foram vistas apenas como “mulheres dançando de forma sensual” e é assim que deveria acontecer sempre.

Gordas não deveriam ser tratadas como um subtipo de mulheres, somos tão mulheres como qualquer outra.

Eu quero sim ver na mídia gordas sendo sensuais, mas quero ver também gordas nas bancadas de jornais, nas novelas e inclusive sendo a mocinha. Eu espero de coração que esse dia chegue logo e nós possamos comemorar um representatividade real  e constante.

Mas hoje eu tenho que comemorar esse show, que foi pedacinho da  nossa luta materializado na TV, que possamos a cada dia ocupar mais e mais espaços.
Aproveito para parabenizar todas as meninas participantes, vocês arrasaram e foram o L A C R E em rede nacional. <3

E vocês o que acharam da apresentação? Contem-me tudo aqui nos comentários. *_*

25.09.15

Gordofobia existe sim! E ainda tem quem ache “normal”.

Eu não vejo TV normalmente, por isso, até ontem não conhecia ainda o trabalho do Coronato na Record, ele faz testes sociais para analisar como as pessoas reagem diante de situações que deveriam ser vistas como erradas. Nessa semana o teste deixou claro o que sempre dizemos por aqui, a gordofobia existe sim.

Gordofobia existe simEmbora eu encontre algumas problemáticas na matéria como título mesmo, eu acho que vale a pena perder 15 minutos assistindo, nos dá uma visão de como a sociedade em geral lida com o preconceito com o corpo gordo.

Quem assistir vai notar que as cenas são exageradas. Eu já fui chamada de gorda do nada por estranhos algumas vezes, mas não acho que aconteça dessa forma insistente na vida real. O triste foi perceber que mesmo de forma exagerada, algumas pessoas ignoraram a situação fingiram não ver.

Este quadro nos ajuda perceber o quanto o sofrimento do gordo pode ser ignorado pelas pessoas ao redor, percebemos também que reação de defesa só teve as pessoas que aparentemente sofrem ou sofreram alguma opressão.
É preciso conscientizar a sociedade para que se pratique mais a empatia, é preciso ajudar o próximo seja ele como for.

Talvez ao assistir isso, vá bater uma bad e vontade de nunca mais ir expor o corpitcho no Sol, mas vale lembrar que essa situação foi uma montagem e que todas podemos curtir o Verão. Se inspirem nas gatas do #ProjetoVerãoSemNeuras (aqui) e em breve vamos reativar e voltar a receber fotos. *___*