Tag: gordofobia

10.10.16

Daiana Garbin cede espaço para debate sobre Gordofobia!

Logo que a Daiana Garbin saiu da Globo para se dedicar a um projeto pessoal no Youtube, assisti ao seu primeiro vídeo e gostei muito do que ela falava, senti calafrios ao pensar o quanto aquela moça LINDA sofria ao trabalhar como repórter em um dos programas mais gordofóbicos da atualidade. Seu canal EU VEJO é, inclusive, parte do seu tratamento como ela já declarou:
“Não adianta as pessoas elogiarem se a beleza não estiver dentro da gente. Isso é autoestima, ser poderosa, apropriar-se do seu corpo. Acho que estou na metade do caminho, só por estar aqui falando abertamente sobre isso e ter transformado isso em meu projeto de vida” 
Por conhecer bem o mundo dos transtornos alimentares e de imagem, em momento nenhum eu duvidei que a bela, loira e magra Daiana se sentia mesmo uma mulher feia, embora eu mesma nunca tenha sofrido destes transtornos, eu conheço os bastidores e sei que mulheres lindas com transtornos se enxergam de uma forma absurdamente negativa.
Embora eu tenha amado tudo que vi naquele primeiro vídeo, eu me mantive com o pé atrás, temia que ela, por ser linda (dentro dos padrões) e ter um respaldo da Globo, viesse a distorcer a nossa luta contra a Gordofobia, com o velho e conhecido discurso de Saúde, que já conhecemos tão bem, por isso, acabei não indicando o canal dela logo que lançou.

Mas esses dias, tive uma maravilhosa surpresa, quando vi que ela não apenas debateu Gordofobia sem patologizar o corpo gordo, como convidou uma gorda linda para falar sobre o tema, aí garrei amor total no canal dela e acho que TODO MUNDO precisa conhecer.
A Genize Ribeiro (que colabora com o blog), foi a convidada para o bate papo que ficou muito legal, apertem o play para assistir.

É muito maravilhoso quando uma pessoa de destaque decide abordar uma opressão e dá lugar de fala ao oprimido, para mim, fica a certeza que essa pessoa quer mais do que visualizações e fama, ela quer mesmo ajudar a mudar a realidade distorcida da sociedade, dando voz a quem mais entende.

Nós, mulheres gordas, sempre temos muito o que dizer, e serei sempre grata a pessoas que nos cedem espaços e dão destaque a nossa luta.

Desejo de coração que a Daiana Garbin faça as pazes total com seu corpo e que siga ajudando muitas meninas com transtornos a buscarem ajuda e se tratarem também.

Se olhar no espelho, se amar e gostar do seu reflexo é maravilhoso, desejo que todas as mulheres do mundo um dia alcancem esse estágio e possam ser muito mais felizes com a própria imagem.

04.10.16

Inclusão e Conscientização no Hashtag Bazar – Rio de Janeiro

Já contei para vocês que o Hashtag Bazar Plus Size é muito mais que um bazar, a organização se preocupa muito com a Inclusão e a Conscientização das pessoas gordas.
Essa inclusão ocorre claramente nos desfiles, a conscientização é evidente através dos lambes da @historiadefogo e dos bate papos sempre com temas pertinentes.

Mas o que vocês ainda não viram eu comentar por aqui e que venho contar hoje é sobre o Jornal “Tamanho G” que é distribuído gratuitamente durante o evento.

inclusao-e-conscientizacao

“Grande desde o nome, o jornal “Tamanho G” foi criado para dar representatividade às pessoas gordas. Um jornal que todas as pessoas gordas, consideradas “acima do peso” precisam ter para saberem mais sobre um tema tão existencial em suas vidas: A gordofobia!
A ideia do jornal é esclarecer as pessoas do que é e como surgiu o preconceito contra as pessoas gordas para que elas possam se empoderar e iniciar sua caminhada pelo direito de ser, existir e de reivindicar respeito apenas por uma característica. Homens e mulheres unidos em uma causa comum, sem distinção ou preferência de gênero, contra a gordofobia diária que sofremos.
Um jornal pioneiro, o primeiro do país a ser escrito por pessoas gordas, para pessoas gordas falando sobre assuntos de nosso interesse. Ousadia pura, muita personalidade e empoderamento para sair das redes sociais, para enfrentar gordofobia no mundo real. A nossa ideia é abordar a gordofobia como uma questão social, que afeta a nossa vida não apenas na estética, mas em tudo, desde a cadeira que sentamos até o direito a vaga de um emprego.
E o jornal pretende ampliar nossos horizontes e ver que a sociedade toda precisa ser sacudida e perceber que as pessoas gordas existem e merecem ter suas necessidades reconhecidas e atendidas como qualquer pessoa.
O desejo do Jornal é a inclusão dos gordos na sociedade com bons olhos. Vamos levantar a bandeira da inclusão!? Conscientizar para incluir!”
Quer fazer parte desse projeto, contribuindo com textos ou patrocinando? Entre em contato pelo emailjornal.gordofobia@gmail.com ou pelo telefone 21 98132-1195.

Aproveito para mostrar para vocês a roda de conversa que aconteceu na última edição do Hashtag Bazar. Apertem o play agora mesmo, para ouvir tudinho que essa galera tem a nos dizer, é sempre um aprendizado maravilhoso. <3

A próxima edição já tem data marcada e muitas marcas maravilhosas confirmadas, cliquem aqui e confirmem a presença no evento do Facebook.

inclusao-e-conscientizacao

Eu espero conseguir ir nesta edição e quero ver o povo do RIO todo por lá, eu já tenho certeza que será tudo de bom esta edição. *_*

 

 

03.10.16

Rap Plus Size – Conheçam e Apoiem!

Conheci a Sara Donato durante um programa Encontro (provando que mesmo que raramente, algo de bom pode aparecer na Globo haha) de uns anos atrás, fiquei encantada com a música que ela cantou (essa aqui) e fui atrás de saber mais sobre ela, desde então sigo acompanhando seu trabalho pelas redes sociais. Recentemente ela uniu seu talento ao da Issa Paz e juntas lançaram o disco Rap Plus Size.

rap-plus-size-1

Elas já chegaram lacrando tudo com a música IMC.
Apertem o play

“Rap Plus Size é sem dúvida uma grande promessa para 2016. Em suas músicas de linguagem periférica e através de contextos bem definidos, abordam questões como gordofobia, feminismo, racismo, Rap e empoderamento da mulher periférica fora dos padrões, afirmando e valorizando a autonomia da mulher que luta, sem deixar de mergulhar nas influências externas que compõe as próprias vivências.
“Rap Plus Size” é um álbum de Hip Hop, que traz as próprias referências femininas como participações especiais, focando em artistas feministas com posicionamento político definido, literalmente de peso da música brasileira, tais como: Rubia RPW, Tássia Reis, Banda DaviDariloco, Souto MC, Preta Rara, Gabi Niaray e Luana Hansen (que também produziu uma faixa do disco)..
O show de lançamento do disco Rap Plus Size também incentiva a cena feminina do Hip Hop local, já que coloca mulheres de grande representatividade como ícones a serem espelhos para novos talentos e equilibra com maior igualdade a presença ativa de mulheres no Rap nacional.”

 

rap-plus-size-3

O trabalho destas minas é sensacional, mas elas precisam da nossa ajuda para conseguir voar mais alto, para isso venho convidar todo mundo que acompanha o blog para ajudá-las também. <3
Elas estão concorrendo a uma vaga no #ShowLivreDay, e nós só precisamos votar para que elas consigam entrar lá e mostrar todo o potencial que o Rap Plus Size possui.

showlivreday

Para ajudar é preciso que acessem este link, em seguida cliquem na paleta e votem.

Vamos juntas ajudar essas lindas a conseguirem a vaga? Conto com vocês. <3

29.09.16

Eu Sofri: Assédio e Gordofobia

Eu debato gordofobia desde sempre aqui no blog, já passei por várias situações delicadas e foram esses constrangimentos que também me transformaram na mulher que sou hoje. Por ter me empoderado o suficiente nos meus mais de 30 anos de idade é que hoje eu tenho forças para vir aqui contar o que sofri nos últimos dias.
Em Janeiro de 2015 fui para a cidade de São Paulo e achei através do app Hotéis.com o Nomade Art in Hostel e me hospedei lá. Minha estadia por lá (eu estava sozinha) correu tudo bem, tanto que fiz um post (aqui) indicando como opção para quem fosse para São Paulo. Em Julho deste ano quando saiu a data do Pop Plus eu já convoquei uma galera para ir para Sampa comigo e convenci várias pessoas a se hospedarem no mesmo Hostel que eu.

nomade-in-arte-e-hostel
Chegamos na quinta e fomos bem recebidas por todos, bebemos 2 cervejas (lá possui um bar), na sexta também correu tudo bem, até que no sábado 13/14hs estávamos nos arrumando para o evento e pedimos que ligassem o ar condicionado e ninguém veio ligar (já tinha me hospedado lá antes, sabia que o ar só os staffs ligavam e tudo bem quanto a isso), desci para pedir e soube que a chefia não permitiu… estranhei, mas abrimos a porta do quaro já que não havia nenhum outro tipo de ventilação e acabamos de nos arrumar. No domingo novamente íamos para o evento, só que domingo estava ainda mais quente e éramos em 3 para nos arrumarmos e eu pedi novamente o ar e recebi outra negativa… nisso eu mandei msg no Whats de um dos donos questionando este posicionamento deles, ele me explicou e eu deixei claro que “compramos” a hospedagem com ar, e ainda disse que continuava considerando uma opção de hospedagem para o inverno. Nisso alguém bateu na porta do quarto e como eu estava sozinha pedi que aguardasse eu terminar de me vestir, mas quando abri a porta a pessoa já não estava. No mesmo momento um dos sócios foi “brigar” com as minhas amigas dizendo que havia um papel escrito sobre o horário de uso do ar e blá blá blá, mas de que adianta ter um aviso lá se nos sites de vendas eles não falam sobre isso?

Mais uma vez engolimos tudo e fomos nos maquiar numa área externa com ventilação, saímos para o evento e a noite quando voltamos o Hostel estava sem energia elétrica (choveu bastante no dia) então tentamos dormir com a porta aberta, mas alguém fumava por ali e o cheiro não permitiu que dormíssemos. Quando a energia voltou pensamos oba, teremos o ar e poderemos dormir, certo? Não! O ar não funcionava! Uma das minhas amigas que não consegue ficar em ambientes sem ventilação precisou mudar de quarto para conseguir dormir com uma janela e ar, porém nós não fomos com ela, pois seria uma mudança mais de 1h da manhã.
Na segunda-feira as amigas fizeram check out, e eu permaneci no hostel e me mudei para a suíte que me foi indicada como ideal, neste dia meu Pai foi para lá dormir comigo. Na suíte ligaram o AR enfim, mas pedi que ligasse o frigobar e quando fui beber a água estava quente de tudo. Nesta noite não quisemos o ar para dormir, mas de manhã quando eu arrumava as malas para vir embora meu pai desceu e pediu na recepção que o ligasse e recebeu a resposta que o mesmo só poderia ser ligado a noite… como meu pai não me avisou isso eu segui esperando e arrumando minhas coisas, até que acabei e ninguém ligou o ar… Só soube da negativa quando já tinha descido e deixei mais uma vez para lá.
O atendimento foi ruim demais nessa questão do ar, outras coisas nos incomodaram, mas tudo bem a gente largou tudo para lá e só decidimos nunca mais voltar.

6794428-free-stop-wallpaper

Mas o pior ainda estava por vir…

Na segunda-feira, dia 26 (6 dias após o check out), um dos sócios veio no meu inbox com reclamações infundadas sobre nossa estadia por lá, eu rebatia as palavras dele, mas parece que ele nem lia e continuava a enviar mensagens repletas de mentiras e absurdos. Em dois momentos a GORDOFOBIA gritou, em um ele diz que não interagimos com ninguém, passávamos o dia no quarto comendo e emporcalhando tudo… Entendeu? Gorda só come! Gorda é porca! Em um outro momento, ele distorce um acontecimento que ocorreu na primeira noite quando a Helena (do blog Garotas Rosa Choque) que é uma gorda 46/48 ao subir na beliche para dormir ouviu d e uma hospede temerosa que estava acomodada na cama de baixo que ela deveria colocar seu colchão no chão e dormisse por lá. Obviamente que ela não ouviu a moça, então eu segurei a cama, Helena subiu e dormiu tranquilamente. No dia seguinte, a outra hóspede ofereceu para trocar de lugar com Helena e assim foi feito sem nenhum comentário a mais sobre o caso, porém, ele me disse que causar medo em alguém não é a proposta do hostel. Mas perae, se alguém nessa história teve medo a culpa é nossa?

assedio-e-gordofobia
Na galeria abaixo reuni os prints do assédio ocorrido no meu inbox na última segunda, no da Helena na terça (após ela ter postado sobre o assunto em seu facebook aqui) e também algumas respostas do estabelecimento para algumas pessoas que avaliaram o estabelecimento após ocorrido.

 

Como podem ver fomos ameaçadas de uma porrada de coisa, inclusive muitas coisas que não fazem o menor sentido. Para completar eles ainda ameaçaram várias pessoas, apenas por terem dito não concordar com a atitude deles. Estamos tomando as providências legais quanto a isso e torcemos para que mais ninguém seja vítima do estabelecimento como fomos.

Acredito que se tivéssemos falhado realmente, eles teriam a obrigação de nos advertir na mesma hora, não esperar para vir no inbox com essas acusações.

Lamento ter passado por tudo isso, espero que nunca mais alguém precise vivenciar o que vivenciamos. Hoje eu exponho tudo isso com a certeza que dias melhores virão, dias esses sem preconceitos enraizados e assédios.

Para todas que já passaram por algo parecido eu desejo força. E lembrem-se sempre: Juntas somos mais fortes.

12.09.16

POP PLUS acontece na Avenida Paulista

pop-plus-acontece-na-avenida-paulista

Evento reúne moda, mesa de bate-papos, brechó das blogueiras, prática de yoga, música, apresentações de dança e performances

Para alegria do público plus size, a feira mais descolada e fashion do segmento está de volta. E com novidades! A primeira delas: a entrada é grátis! A segunda é o horário: das 11h às 21h (começa e termina uma hora mais tarde que o habitual para que todos possam aproveitar ao máximo o que o Pop Plus oferece). E tem mais. Das mais de 40 marcas já confirmadas, sete são estreantes no evento (Alice Modas, Alley Blue, Carlota, Isaac Silva, Lu Carmell, Rouge Marie, Xica Vaidosa), e a Zuya vai lançar sua marca própria lá. Para dar mais conforto ao público, os bate-papos acontecerão no auditório do Salão Nobre, e o Brechó das Blogueiras, na antessala. Imperdível não é mesmo? Então anote na agenda: 17 e 18 de setembro, no Club Homs – Av. Paulista, 735, local de fácil acesso por transporte público (está a menos de cinco minutos do Metrô Brigadeiro e tem pontos de ônibus pertinho), bike (tem ciclofaixa na frente) e carro (diversos estacionamentos nos arredores).

A 14ª edição do Pop Plus traz expositores de 10 cidades de seis estados – São Paulo, São José dos Campos, Guarujá, Ribeirão Preto e São Bernardo do Campo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Araranguá (SC) e Goiânia (GO) – o que propicia ao público que veste acima do 46 uma excelente oportunidade para encontrar peças que, de fato, combinem com a sua personalidade e estilo. São roupas, calçados e acessórios com modelagens, cores e estampas inspiradas nas últimas tendências da moda. Veja só quem já garantiu presença no evento:

MODA FEMININA: África Plus Size Brasil, Alice Modas, Antonieta Plus, Asobi Mode Japan, Assens, Atelier Cretismo, Attribute Jeans, Carlota, Chica Bolacha, Coletivo de Dois, Fashion4me, Flaminga, For Love, Gracia Alonso, Isaac Silva, Lollaboo, Lu Carmell, Madeleines, Maria Abacaxita, Melinde Brasil, NaBeca Tamanhos Reais, Nina Vazquez, Rainha Nagô, Rouge Marie, True E-motion, We Love Atelier, Xica Vaidosa e Zuya

MODA MASCULINA: Chico, Coletivo de Dois, Lambuzada, Lili da Ena e Rainha Nagô

LINGERIE/PRAIA/DORMIR/FITNESS: Clube da Meia Calça, Cor de Jambo Moda Praia, Fique Linda Lingerie, For All Types, Gamaia Esportes e GG.rie

ACESSÓRIOS: Basfond, Bijoux di Buate, Inrouge, QBela Biju e Thalita Laleme

Além de todas as marcas, o evento conta ainda com apresentações de danças, bate papos, desfile e muito mais. <3

SERVIÇO

14º Pop Plus – entrada gratuita

Data: 17 e 18 de setembro (sábado e domingo)

Horário: 11h às 21h

Local: Club Homs (Salão Nobre)

Endereço: Av Paulista, 735 – Jardim Paulista – São Paulo/SP (próximo ao Metrô Brigadeiro)

Site: www.popplusbr.com

 

Tenho uma novidade muito mara para contar. <3

Em parceria com a Rack (@historiadefogo) e com a NaBeca Tamanhos Reais, criamos t-shirts lindas e com preço acessíveis, é para deixar todas ainda mais lindas. O lançamento acontece no Pop Plus. <3

nabeca

Nesta edição eu estarei presente, vai ser um prazer poder conhecer a galera de SP que acompanha o blog, então venham falar comigo. Combinado? *___*