Tag: autoestima

04.08.17

Gorda Esporte Clube – O melhor time do Brasil!

Vocês já conhecem o Gorda Esporte Clube? É um projeto maravilhoso, onde uma gorda mostra sua rotina de treinos e incentiva outras pessoas a se jogarem nos esportes por prazer.
Desde que conheci eu amei e venho acompanhando o projeto, quando decidi fazer um post eu pedi a idealizadora Fabrina que contasse para vocês um pouquinho do Gorda Esporte Clube e ela contou de forma linda e não tive audácia de cortar nada e nem acrescentar.

Comecei o Gorda Esporte Clube no momento em que decidi parar de odiar meu corpo. Quando olhei para tudo que deixei de fazer por ter aprendido que ser gorda era um impedimento, vi que a maioria das coisas era relacionada a esportes e movimento. Resolvi que daquele momento em diante, faria tudo o tinha vontade. Quero correr uma maratona entre 2018 e 2020, aprender a nadar em mar aberto, andar de long board, dançar, fazer pilates, ioga.

Pesquisei sobre mulheres que falavam sobre ser gorda e ser fitness, que contrariam esse conceito higienista que temos. Não encontrei nada no Brasil, só na gringa. Decidi contar minha experiência. Sou jornalista e estou na internet desde que tudo era mato, então foi meio que um processo natural.

Todo dia é um exercício novo. Quando se é uma mulher gorda aprendemos desde cedo que não devemos ocupar mais espaço do que já ocupamos. Essa foi e ainda é a minha maior dificuldade. Ainda falta representatividade. Raramente vemos fotos e vídeos do corpo gordo em movimento sem que seja pejorativo. O nosso olhar é treinado para nos criticar e esperar que o nosso corpo reaja da mesma forma que um corpo magro. Todo dia eu me educo e reeduco para ver a minha imagem em fotos e vídeos dos treinos e corridas e entender que está tudo bem. Aos poucos vou aprendendo e entendendo o processo. Tenho planos de gravar com uma professoras de algumas modalidades. Todas gordas.

Minha maior dificuldade, no entanto, não é o tamanho do meu corpo ou a reação das pessoas. Quando eu mudei e me aceitei, as coisas se tornaram mais simples. Entendi que o problemas não sou eu, são eles. E me sinto muito mais tranquila para dizer que as pessoas gordas estão fora do ambiente esportivo por hostilidade e não preguiça.

Em poucos meses, muita coisa mudou porque eu mudei. Vivia entrando e saindo de academias e práticas que eu amava por achar que como não emagrecia, estava falhando. Por exemplo, quando conheci meu treinador atual e minha equipe (MLF de Marília), eu consegui dizer a ele que queria correr uma maratona e não emagrecer. Esse é o foco dos meus treinos. Hoje, minha dificuldade é conciliar tudo o que quero fazer do GEC, os treinos e as corridas com a vida. É o problema mais banal que existe e também uma prova de que pessoas gordas são pessoas.

Há quem duvide e quem critique? Claro que há. Mas eu fiz uma escolha e estou extremamente feliz com ela. Se eu quis emagrecer? Sim. Fiz dietas, tomei remédios, jejum, fotos de antes e depois. Eu me maltratei muito para dar aos outros o que eles queriam. Hoje, eu me priorizo sempre. Por 37 anos esse foi meu maior sonho.

Minha narrativa ainda está no começo e ela inclui participar de uma maratona entre 2018 e 2020. Hoje, meu maior sonho não é ter um corpo menor. É ter um dia maior para que eu possa incluir outros esportes e atividades no meu dia-a-dia. Desejo mais tempo para ser quem eu sou.

Vocês também já estão na torcida por ela? Para mim foi imediato, é impossível não torcer por ela e por todos os gordos que queiram se dedicar aos esportes. 

Acompanhem o Gorda Esporte Clube nos links abaixo:

Blog FacebookInstagram Twitter – Youtube

27.07.17

O seu valor não se mede por medidas e nem por um número na balança!

Então não espere o cabelo perfeito, a roupa impecável, a make de capa de revista, o corpo igual ao da modelo para conquistar o mundo, para conquistar o “seu” mundo.

 

Oieeeee, eu sou Pri Coelho, coach de auto estima e alimentação consciente. Estou muito feliz por contribuir com o Beleza sem Tamanho, um blog com muito conteúdo bacana que trata de forma leve e divertida a beleza e nossa essência sem distinção. Afinal, nosso valor não se mede por medidas e nem por um número na balança, né?
Todas nós sabemos o quanto o universo conspira a nosso favor, esta é uma postura positiva que temos em relação a vida, mas nem todos os dias as coisas acontecem assim. Não é todo dia que o cabelo está maravilhoso, que o caimento da roupa é perfeito ou que acertamos a make de primeira rsrsrs.
Durante todas as tentativas que fazemos com a intenção de acertar às vezes erramos. Nesses dias podemos acionar o botão do pensamento positivo, clarooooo que não vai ser fácil, mas eu garanto a você que se você tentar, tentar de novo e de novo com muito treino e repetição você vai conseguir. O botão do pensamento positivo é poderoso, ele é capaz de fazer você enxergar uma nova possibilidade, uma nova perspectiva para encarar qualquer adversidade de uma forma leve e criativa. Acredite em mim!
Você conhece aquela história do copo com água até a metade, onde para os otimistas o copo está quase cheio e para as pessoas pessimistas o copo está vazio? É a mais pura verdade!
Frustração pela impossibilidade de ter um dia “perfeito”, sem pedrinhas pelo caminho faz com que a gente bloqueie todas as novas possibilidades, inclusive as surpresas positivas que podem vir a acontecer. Procure olhar para o outro lado, o melhor pode estar ali.

Independente dos resultados do seu dia, do seu mês e do seu ano acredito que se você encarar com leveza, humor e positividade a vida estará aproveitando o aqui e o agora de forma fundamental sem postergar a felicidade, sem ser vítima de você mesma. Ninguém quer ser coadjuvante porque nascemos e somos responsáveis por ser protagonistas da nossa história.

Se não você, quem? Se não agora, quando?

Beijo, e uma vida criativa pra você!

Pri Coelho

 

07.07.17

Kelly Clarckson rebate seguidor que a chamou de Gorda!

Kelly Clarckson estava comemorando o 04 de Julho no Twitter, ao postar sobre a Independência dos EUA seus seguidores começaram a responde-la dentro do tema, mas apareceu um engraçadinho que disse: “Você é gorda” e ela imediatamente o respondeu dizendo: “E continuo sendo muito incrível”.

via GIPHY

Em 2015, Clarkson já havia rebatido críticas de que estaria acima do peso. Principalmente, por ser uma pessoa pública. “Eu sou incrível! Não me incomoda. É um mundo livre. Diga o que quiser(…) Eu não procuro pela aceitação dos outros(…) Você pode amar ou você pode odiar. Há muitos artistas por aí”, ironizou. (daqui)

A gente já sabe que ser GORDA é apenas uma característica física, mas muitas pessoas insistem em usá-la na tentativa de nos ofender. Não tenho dúvidas de toda a pressão que Kelly sofre para emagrecer, inclusive já emagreceu algumas vezes, mas gorda ou magra ela é incrível e eu fico feliz que ela saiba muito bem disso.

Para ilustrar essa afirmação eu trouxe seis looks maravilhosos que ela já usou nos palcos, para a gente admirar e até copiar quando precisar arrasar. *_*

 

 

Todo corpo merece ser respeitado e amado independente da sua forma, nossos corpos são mutáveis e podem hoje estar gordo e meses depois magro, assim como pode acontecer ao contrário. O que importa é sabermos que o tamanho de um corpo é apenas o tamanho de um corpo, e isso não interfere na capacidade dele.

Depois de mais esse exemplo, a gente não pode se esquecer do quão incríveis somos.

12.06.17

Amor é algo muito além de qualquer padrão!

No sábado, enquanto eu passeava pelo Instagram parei na conta da marca Psil Plus  que ainda era desconhecida para mim, e quase surtei de felicidade com o que vi (pode parecer exagero, mas não foi, eu realmente fiquei muito empolgada), pedi na mesma hora autorização para usar as fotos aqui no blog.

Eu nem tinha planos de falar sobre o Dia dos Namorados, mas ao ver as foto eu senti que precisava trazer elas hoje para o blog, para lembrar a todas vocês que o AMOR é algo muito além de qualquer padrão.

amor amor

Eu não sei o que vocês acharam desses lindos, mas eu achei que a Bia e o Fe formam um casalzinho tão fofo que vocês mereciam ver esse monte de foto da cumplicidade deles. <3
Sei perfeitamente toda a dificuldade de uma mulher gorda em se manter em relacionamento sério, mas a Bia está aí felizona nos mostrando que o amor existe e uma hora ele acontece para todo mundo.

Desejo um feliz dia dos namorados para todos vocês que acompanham o blog, independente do estado civil, quem é solteiro também pode e deve ter um dia feliz hoje.

Mas agora vamos falar só da Bia? Sim vamos!Confiram mais essas fotinhas. <3

qualquer padrão

 

Além das fotos de casal, a Bia também fez o lookbook da marca Psil Plus e sabem o que achei mais incrível? Em momento nenhum foi mencionado que a Bia é “especial”, não foi preciso dizer que ela tem um cromossomo do amor, pois está visível no brilho dela.

Eu vivo lutando aqui no blog para a inclusão de gordas com manequins maiores, já briguei também por inclusão de gordas negras, mas eu nunca cheguei a pensar que a gente já estava evoluído ao ponto de termos uma modelo plus size brasileira com Síndrome de Down.

Ameiii descobrir que já temos e ela já está arrasando e representando tantas outras meninas (que ainda são esquecidas pela moda/mídia), inclusive a Bia super me representa e estou desejando vários dos looks que ela usou.

Eu  quero ver a Bia brilhando sempre na Psil Plus e também em outras marcas, falando na Psil Plus eu adorei as peças e os preços da marca, vale a pena clicar aqui e conhecer melhor a loja.

 


*Este post não é patrocinado, foi totalmente motivado por essas fotos lindas. 

17.04.17

Tirem seus padrões do meu Empoderamento!

Outro dia, compartilhei no meu Facebook uma postagem, onde uma moça abordava o fato de se estar sendo criado um padrão para o empoderamento, pude perceber que mais pessoas também concordavam com ela. Infelizmente, ela apagou, eu perdi o compartilhamento e também a frase exata, mas ficou a semente da problematização e irei plantar agora por aqui hahaha.

Enfim, as mulheres estão donas de si e aprenderam que a beleza fora dos padrões midiáticos também é beleza e poder, hoje em, dia ter um feed de rede social cheio de mulheres fora dos padrões é maravilhoso, mas como todo excesso é prejudicial, já é possível percebermos exigências para comprovar empoderamento.
Se repararmos bem, vamos perceber que existem vários padrões sendo cobrados das pessoas “fora dos padrões” e isso é simplesmente ridículo.
Eu poderia citar vários casos que vejo, mas vou citar apenas alguns pontos que tenho percebido quando o assunto é GORDA EMPODERADA.
É preciso postar fotos com roupas justas, estar sempre impecavelmente maquiada, muitas fotos de biquíni, precisam inclusive postar semi nudes…para que sua sua autoestima não seja questionada zZZz, se ela se ama mesmo por qual motivo não se mostra?
Por outro lado, a galera que se encaixa nesse “padrão empoderado” fica numa luta constante de likes, se um dia posta uma foto de biquíni e faz sucesso, no outro ela posta com lingeries e no outro nua… Muitas vezes, a pessoa só faz isso para manter o “sucesso” e não por vontade dela exatamente e isso é bem triste de observar.
O que quero dizer é:
Parem de cobrar que a mulher gorda esteja sempre maquiada e super arrumada, parem de cobrar que as gordas estejam sempre sensualizando, parem de cobrar um padrão para quebrar padrão.
POR FAVOR, PAREM!

Imagem: Julia Bbusato Photography

É lindo ver uma gorda super produzida, é lindo ver uma gorda pelada, mas lindo mesmo é quando isso não vira imposição.

Nosso empoderamento é pessoal e não pode ser medido em fazer ou não fazer algo para postar nas redes sociais, até pq a vida não pode ser limitada ao que fazemos na internet, ao menos não deveria…
Não permitam que a imposição deste “novo padrão” atrapalhe no REAL empoderamento, nós podemos ser o que quisermos e isso não precisa e não deve ser baseado em likes e looks, é preciso que seja de dentro para fora, não o oposto.
É necessário que sejamos livres de qualquer padrão!