fbpx
08.08.18

PROJETO “QUEM SÃO AS PESSOAS GORDAS?” – Participantes

Como já falamos anteriormente, os participantes do projeto foram os mais diversos possíveis e esse era exatamente o ponto que queríamos tocar. Pessoas gordas não são um grande grupo homogêneo, temos nossas diferenças e nossas individualidades. Deveria ser óbvio, mas pelo que ouvimos todos dias não é e por isso achamos importante ressaltar isso.

E é importante ressaltar que não queremos dizer que existe um tipo de gordo certo ou errado, a intenção desse projeto é só mostrar a diversidade de pessoas gordas que existem no Brasil. E o projeto é apenas uma mínima amostragem disso. E todos merecem respeito!

Abaixo, estão todos os que toparam participar dessa nossa jornada.

 

Ana Carolina Rodrigues Secco Medina

Moradora de Santos/SP, Ana Carolina é engenheira, tem 25 anos e ficou noiva esse ano. Apesar de concordar que a aceitação é uma luta diária, ela se ama e se acha linda e sexy. Tenta conscientizar pessoas ao seu redor sobre a gordofobia

Débora Souza

Um das entrevistadas mais novas, mas também uma das mais participativas quando a questão é militância. Ela tem 18 anos e, durante três anos fez parte de um coletivo de juventude e se alinhou a um partido político de esquerda. Participou das ocupações na cidade de Pelotas/RS. Atualmente, não está mais no partido e no coletivo, mas ainda é ativa de forma autônoma em todas as questões políticas. É também vegetariana há 2 anos.

Driele Andrade

Ela é professora, tem 29 anos e mora no Distrito Federal. Praticou remo por alguns meses, mas devido à indisponibilidade de tempo teve que parar. Ela classifica sua alimentação como instável e diz que sua aceitação com o corpo é relativa. Tem dias que ela se ama muito mas, principalmente por causa da dificuldade de encontrar roupas do seu tamanho no estilo que gosta, ela acaba se sentindo para baixo.

Ernani Branco

Dentre todos os entrevistados, o Ernani foi o único que classificou o seu corpo como seu melhor amigo, após anos tentando construir uma boa relação com ele. Ele é psicólogo, casado e tem 27 anos. Ele tenta se alimentar bem durante a semana, mas não pratica exercícios.

(Fotógrafa: Ires Furtado)

Júlia Conedera

A Júlia é estudante de design de interiores e também modelo plus size,  mora em Pelotas/RS. Ela tem uma alimentação bem balanceada, come bastantes verduras e legumes e pratica diferentes esportes 3 vezes por semana. Ela se disse bastante insegura com seu corpo, mas disse também que está tentando começar a entende-lo.

Karla Muzy

Tradutora de 33 anos, ela acredita que a militância está presente em todos os tipos de ações desde algo mais simples como desconstruir o discurso de um amigo como também reivindicar seus direitos.

Marina Bonadio

Ela tem 18 anos e é muito ativa quando o assunto o assunto é exercícios físicos. Há quase um ano, ela faz treinamento customizado, treinos de força com pesos e rubber e aeróbico com bicicleta, esteira e dança. Ela é de São Bernardo do Campo, em São Paulo e cursa faculdade de Psicologia.

 

Marta Pollyana

Até ter que parar por conta de um tratamento médico, a Marta fazia aulas de zumba 3 vezes por semana e de yoga 2 vezes por semana. Ela tem 37 anos, é casada e é desenhista. Segundo ela, sua relação com o corpo é saudável.

Rafael Kiyan

O Rafael tem 22 anos e está cursando faculdade. Nos últimos 6 meses, tem se exercitado uma vez por semana durante 1 hora, depois de ter ficado 3 anos sem fazer nenhum tipo de exercício físico. Ele tenta conscientizar as pessoas ao seu redor sobre os males da gordofobia.

Raquel Fernandes

Ela é de Santo André/SP, é solteira e tem 36 anos. Ela já chegou a fazer uma cirurgia bariátrica que, segundo ela, não lhe trouxe nada positivo. Por morar sozinha, tem a alimentação mais desregulada.

Renata Guimarães

A Renata tem uma alimentação basicamente natural, e evita glúten, leite e açúcar. Ela pratica pilates 2 vezes por semanas há quase 3 anos e também faz caminhadas. É professora, mestre, casada e tem 34 anos.

Rosane da Silva

Aos 51 anos, a carioca Rosane está aposentada como professora, mas está realizando uma pesquisa de pós-doutorado na temática do corpo gordo e a moda plus size. Segundo ela, essa é sua contribuição para a militância. Ela não bebe refrigerante e evita frituras, mas adora doces.

Tatiane Gimenes

Professora, escritora e blogueira, a Tatiane passou anos tentando esconder o próprio corpo. Hoje em dia, essa situação mudou e ela tem uma relação de puro amor com ele.

Yáskara Kelli

Apesar de achar que sua alimentação não é nada fora do comum, pretende começar a comer de forma mais saudável. Sua relação com seu corpo é conturbada, com muitos altos e baixos. Ela é de Juazeiro do Norte/CE.

 

Por Renata Grota – Voz das Gordas

2 Comentários // Deixe o seu!

  • Eu acho que deveria ter vagas de trabalho reservada para pessoas obesas assim como tem vaga exclusiva para deficiente. Pois assim como eu tem centenas de proficional desempregados que são devido ao seu pessoa

    • Kalli Fonseca says:

      Eu acredito que precisam deixar de preconceito e contratarem mais gordos, mas infelizmente se isso não mudar talvez seja preciso que coloquem vagas reservadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *