24.02.10

Você já ouviu falar em BBW ou SSBBW ?

O fetiche pelas mulheres gordinhas está cada vez mais em moda, principalmente com o advento da internet e a inevitável proliferação de sites que mostram fotos e vídeos de mulheres gordinhas nuas ou semi-nuas.

É maravilhoso sermos desejadas,faz bem pra alma e para o nosso ego.É bom saber que ‘’mercados’’ antigamente feichados para nós hoje reconhece nosso valor e isso indica uma maior aceitação em campos onde o preconceito é mais acentuado.

Muitos homens que não tinham coragem de assumir um desejo sexual por esse tipo de mulher, viram-se totalmente liberados a extravasar todo o seu desejo por elas. Segundo a opinião de alguns, isso ocorreu devido ao anonimato da rede mundial de computadores. Pode se dizer que existem milhares de sites, a maioria pagos, com o propósito de satisfazer o desejo de milhares de pessoas no mundo inteiro, inclusive o de gays e até mesmo mulheres que gostam de homens fofinhos, que são chamados de “BHM” (Big Handsome Men, em português “Homens grandes e formosos’’

Muitas gordinhas ao lerem isso vão pensar, isso é plus size então?! Não, não é, as modelos Plus size tiram fotos sensuais mais não nesse aspecto , (não conheço – nem ouvi falar de nenhuma).Mas suponho que o aspecto empregado no paragrafo seja como atrizes pornôs.

Além desses milhares de sites, também surgiram nos últimos anos várias revistas dedicadas a esse grupo especial de pessoas. Um fato curioso é que várias dessas mulheres acabam virando modelos, portanto, acabam sendo remuneradas para tirarem fotos e realizar alguns vídeos, algumas delas que antes queriam emagrecer, mudam de idéia e optam por continuarem gordinhas e até mesmo encorparem mais, para que tenham mais oportunidade de mostrar o seu corpo, inclusive mostrando a sua evolução no ganho de peso. Existe também a atração por mulheres com bumbuns imensos, seios gigantes e até mesmo um desejo de visualizar uma barriga avantajada.

Acho de direito elas serem pagas sim,pois foi o corpo delas exposto.Mas o que mais me chamou atenção foi para a parte em negrito . É absurdo!Essas mulheres estão colocando suas vidas em risco porque elas não se contentam em mater o peso, elas querem ganhar peso para permanecer participando desses videos , fotos,revistas e com isso acabam com suas vidas pelo dinheiro – chega a ser assustador.

Alguns sites dão sugestões de como se engordar rapidamente, como o tipo de comida que deve servir de alimento nas refeições diárias e até mesmo a quantidade que se deve ingerir.

Ok,cada pessoa sabe o que bem faz da sua vida,mas onde estão as autoridades que não fazem nada? São vidas postas em risco e o pior sem nenhuma garantia de ‘’empregos’’ certos. Vocês acham certo colocar uma vida inteira em risco por um contrato de um video ou seja lá o que ?!

Com o passar dos anos, essas mulheres foram sendo atraidas a realizar filmes pornográficos, tornando-se assim, em mais uma opção para os amantes do cinema pornô.

SSBBW

Existe também o fetiche por mulheres supergordas as SSBBW (super size). Algumas que não podem nem se locomover, também são “objetos” de desejo de alguns admiradores de mulheres que possuem esse tipo físico.

Sinceramente, acho isso uma doença tanto quanto a pedofilia. O desejo como é dito está na mente e não em outras partes do corpo,mas parece estranho ao meu vê que uma pessoa normal (com sentimentos) sinta prazer com uma pessoa doente – porque já aparenta uma obesidade mórbida. Além disso nós mulheres,somos vistas apenas como um ‘’objeto’’ sexual,no qual o único intuído é o prazer deles. Nós somos fortes,amigas,linda,gostosa e possuímos sentimentos.Por isso não desprezem a vida e o sangue que correm nas veias de nós mulheres reais por dinheiro ou simplesmente pelo próprio ego.

(Tudo o que foi escrito em vermelho foram minhas opniões e criticas quanto a isso,beijones e tudo de melhor – http://jadeannyarruda.blogspot.com/  ).

24.02.10

ATOOSA RUBENSTEIN

Esta é Atoosa, filha de iranianos, que migraram para os Estados Unidos quando ela tinha apenas dez anos. Não foi muito fácil sua adaptação. Sofreu muito porque a sua volta, só via meninas louras, de olhos claros e nariz de botão.
Quando uma professora perguntou a ela o que ela queria ser quando crescer, não titubeou e respondeu:
– Vou trabalhar com moda, serei uma modelo e famosa!
Todos os coleguinhas riram da menina dos cabelos indomados.
Seus pais tinham dificuldades financeiras. Ela conta que várias noites ouvia sua mãe chorando, então a abraçava e dizia:
– Não se preocupe, mamãe. Eu vou cuidar de você.
E a mãe mandava que se calasse.
Ela seguiu seu sonho e descobriu que não queria ser modelo, seu talento era o de produzir e encontrar novas tendências, então assim se tornou, a poderosa Atoosa Rubenstein, uma das fundadoras da maior revista jovem, a CosmoGirl, amiga de vários estilistas, referência na área que trabalha, também marcou seu nome em várias outras revistas importantes como American Health, Cosmopolitan e Seventeen.
Na Seventeen, ela promoveu uma revolução: passou a incoporar assuntos como fé, diversidade cultural, família e tornou a moda democrática, para todos os estilos, bolsos e corpos. Sempre tinha uma palavra amiga para todas as jovens leitoras, encorajando-as a encontrar beleza dentro delas mesmas em vez de perseguir padrões inalcançáveis.
E foi assim que nos encontramos.
Eu era uma menina desajeitada, mas não tinha sido sempre assim. Assumi a faceta de gordinha-pajem porque me sentia sufocada de críticas e proíbições por todos os lados! Gorda não pode usar cor clara, gorda não pode usar blusa de alcinhas…só era permitido calça larga e camisetão.
Assim eu andava, me sentindo muito mal. De camisetão, com tecido suficiente pra fazer outra calça idêntica ao modelo cargo que vestia. Era meu uniforme. Qualquer hora e qualquer ocasião.
Um dia, ganhei uma revista Seventeen de presente, para treinar meu inglês, mas aprendi muito mais!
Lia enlouquecidamente!!! 
Adorei a maneira como era usadas as sobreposições. E os acessórios e sapatos? Faziam total diferença no visual. Eu nunca tinha imaginado aquilo!
Maquiagem então, foi uma escola! 
Quando as listras entraram, me dediquei de verdade a elas e hoje, são parte do meu estilo e meus amigos me têm como referência nesse quesito. Aprendi a mostrar quem eu sou, através do que visto e isso fez muita diferença até na maneira como as pessoas me tratam.
Então prestem atenção, meninas, descubram-se e mostrem-se, porque como Atoosa me ensinou, mais importante do que ser perfeito, é ser único!

E isso, todas nós somos, com certeza!!!

DOWNLOAD REVISTA SEVENTEEN 2007 [16MB]

22.02.10

Beleza literalmente Sem Tamanho

Mulher Mais Gorda do Mundo, se encontrou com a Menor Mulher do Mundo.


Encontro histórico aconteceu em Tóquio e causou enormes emoções

Tamanho não é documento, disseram Donna e Jyoti, que têm tudo a ver, sim.

A americana Donna Simpson, de 42 anos, mulher mais pesada do mundo, tem 235 kg e 1,77 m. Ela conheceu, na quarta (17), outra recordista – a indiana Jyoti Amge, de 16, 5,25 kg e 68 cm, a menor da atualidade.
O encontro foi marcado pela produção de um programa de TV em Tóquio. As duas bateram altos papos e ficaram amiguinhas. A audiência subiu bastante.

– Parece meio ridículo esse momento, mas Jyoti é uma garota muito amável e dá impressão de ser ainda menor de perto. Uma gracinha, elogia Donna, mãe de dois filhos.
Os japoneses ficaram tocados com as recordistas lado a lado. A emissora recebeu mensagens muito emocionadas de telespectadores. Alguns engraçadinhos sentiram falta do homem mais alto e do mais baixo, que também já trocaram uma ideia juntos. O mais gordo também foi lembrado – mas, segundo informações, ele está hospitalizado.
Não ocorreu nenhum incidente. As duas trocaram experiências e e-mails. Pode nascer daí uma grande amizade.

Muito legal ver a felicidade nos dois rostos, mesmo com a vida de limitações que ambas devem levar.

17.02.10

Voltando do aquário- Elenita Rodrigues (Lena )

Voltando do aquário

Esta noite deixei de ser um dos peixes que todos observam e passei a comparar o que vivi dentro do aquário com o mundo exterior. Comparei 100% do que aconteceu lá com 5% daqui de fora… q foi só o q deu para ler durante a madrugada esta noite.

Mando um beijo para todos que torceram por mim e também para quem me achou arrogante, complexada, metida, gorda e doida. Aliás, se eu tivesse assistido a chamada da 1ª semana, tb me acharia antipática! Aquilo foi um trecho de uma conversa de quase uma hora e nem eu gostei dele.

Sou uma mulher inteira, não um título. Se o BBB fosse um programa de intelectuais, eu não teria ido, não gosto da arrogância de alguns círculos acadêmicos e foi uma pena que tenham me passado em tantos lugares apenas como “a doutora em lingüística”. Achei pobre, confesso… A vida é muito mais que isso.

Sou complexada por ser gorda? … Gente, ser gordo não é demérito para ninguém! Aliás a maioria dos brasileiros está acima do peso, ser magro é a exceção. Quem não gosta de ver mulher com curvas, que não veja, mas há quem aprecie. O BBB bancou colocar uma mulher real, com curvas, celulite na bunda e, sobre o convite para a Playboy… que bom que está havendo interesse em mulheres com manequim acima de 36! A mulher brasileira precisa aprender que não precisa se encaixar num modelinho de revista de beleza que só serve para fazê-la comprar cosméticos caros, ou pior, morrer aos 27 anos numa mesa de cirurgia para se sentir mais bonita. Cada mulher tem o direito de se sentir bela como é. E se isso ofende algumas pessoas talvez elas não se aceitem em sua magreza ou parca beleza tão bem como gostariam.

Não quero fazer Playboy e não vou, apesar de lisonjeiro. Gostei de saber que a revista se interessa por alguém que se assume, se expõe (à crítica e ao ridículo), com seus mais de 70 quilos, mas a resposta é “não”.

Me expus como pessoa, achei uma experiência rica, um laboratório para a vida, mas não quero me expor nua. Essa exposição fica para quem eu amar muito e dividir a cama comigo. Nesse passo, gosto mesmo de homem… e não acho certo ou honesto ficar rotulando as pessoas por causa desse gosto.

Disseram que sou autoritária, mas muitas vezes só tive opinião. Nunca fui maria vai com as outras e se isso incomoda, lamento. Não é prepotência, mas – como cantou a Maysa – “só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo que creio”.
 
 
(Elenita Rodrigues -)

16.02.10

Jesus não gosta de Gordinhos?

Vocês já viram o vídeo do Guilherme Zaiden que imita um pastor que diz que Jesus não gosta de gordinhos não, e que o portão do ceú tem só 40cm hehe eu me acabooo de rir acho super engraçado e talz afinal é um vídeo de comédia.

Porém hoje me deparo com isto
Como senão bastasse no Twitter no site dela também esta o mesmo ponto de vista.
Vai ser uma sessão de cura e milagres jamais vista!! Homossexuais, travestis, prostitutas, pessoas obesas, TODOS SAIRÃO curados e ungidos!! Aleluia!!!

http://www.cleycianne.com/2010/02/missao-evangelica-de-carnaval-balada.html
Então amigas que estão ai se matando em dietas não SOFRA mais encontre o Jesus da Irmã Cleycianne e fique BONITA e INTELIGENTE como ela.
Quando eu digo que o mundo meu aceita melhor que os evangélicos as pessoas acham que estou blefando, mais infelizmente muitas pessoas de JESUS sentam em seus rabos e apontam os outros, e ainda usam o nome de Deus para isso.
Então fica um pedido hoje na hora de sua orações, orem vocês também para Deus realmente operar na vida da Irmã Cleycianne para que ela pare de se auto promover com o nome dele e ainda por cima nos julgando.
Update 17-02

Pessoal, eu não sabia que a Cleycianne era fake, e sobre o calor do álcool [era carnaval], eu não busquei direito e acabei errando aqui … mesmo sendo um Gay zoando os evangélicos ele poderia se contentar em zoar só eles né? Porque ao menos eu não tenho nada com isso 🙂
Perdão o momento revolta desnecessária.