26.10.09

Essa sou Eu!

Muitas pessoas que passam por aqui já me conhecem, mas outras ainda não, então vou me apresentar: me chamo Kallina, mas vocês podem e devem me chamar de Kalli, ok?


 

Sou essa da foto apesar de minha especialidade e entendimento de causa seja o mundo FAT/ Plus Size, eu tenho enorme admiração a outros tipos de “Diferenças” e é isso que pretendo trazer para vocês aqui no Beleza sem Tamanho. Tenho 20 e poucos anos, moro no interior de Minas Gerais e sempre fui atuante em fóruns de debates sobre a beleza gorda e preconceitos envolvidos.

Espero com sinceridade conseguir estar somando com o blog.

Por enquanto é só beijossss a todos que passarem por aqui,  nunca se esqueçam você é BELA e BELO por mais que o mundo e a sociedade não enxerguem, tenham convicção que cada um de vocês possuem uma BELEZA SEM TAMANHO.

20.10.09

Agredida por ser Gorda

agradida por ser gorda

  A inglesa Marsha Coupe, de 53 anos, estava viajando tranquilamente na cadeira de um trem que ia de Londres para sua casa, em Kent, cidade no sudeste da Inglaterra, quando uma mulher com cerca de 40 anos sentou-se ao dela e começou a ofendê-la.
 “Sua baleia! Você deveria ter comprado dois assentos em vez de um!”, berrou a agressora.
Marsha, que pesa 98 quilos e estava ocupando dois bancos, não reagiu.
Mesmo assim, a agressora começou a bater em Marsha, dando golpes e, até mesmo, mordidas.
“Fiquei com umas quarenta marcas pelo corpo”, contabilizou a vítima.
Outras pessoas no trem tentaram impedir a briga, mas não conseguiram conter a passageira enfurecida.
A agressora sumiu na parada de trem e ainda não foi localizada.
Fonte : BlogZapeando
O que pensar sobre isso ? Eu estou ainda fazendo meus cálculos, pois se a agressora se irritou com o tamanho de Marsha, eu na certa apanharia bem mais. Espero que ela tenha que pagar por essa atitude totalmente descompensada que ela teve, não faz sentido algum que uma pessoa seja agredida por ser gorda.
Torço também para que Marsha consiga superar as dores o trauma que este fatídico dia devem ter deixados.