fbpx
01.01.10

Obesa Mórbida, eu?

Obesidade Mórbida
A obesidade torna-se “mórbida” quando atinge o ponto de aumentar, significativamente, o risco de uma ou mais condições ou doenças graves relacionadas à obesidade (também conhecidas como co-morbidades), que resultam em deficiência física significativa ou até morte.

Usando aquele calculo conhecido de IMC eu sou Obesa Mórbida, e posso morrer por conta da minha obesidade considerando que meu IMC é 42.
Eu não me vejo a beira da morte como deveria me ver, afinal meu IMC diz que eu posso morrer por ser gorda.
Eu me vejo Bela e saudável tenho taxas de Glicose, Colesterol ,Triglicérides normais, iguais ou até melhores que os de uma pessoa não obesa.
No entanto o método de ROTULAR as pessoas com base no IMC ta caindo no desuso, com a chegada de estudos que ao menos para mim aparentam maiores chances na hora de classificar realmente quem tem riscos de doenças com relação à obesidade.
Foi publicado na revista The Lancet que a relação cintura-quadril é melhor que o índice de massa corporal (IMC) para prognóstico de risco de ataques cardíacos para vários grupos étnicos. Se a obesidade for redefinida segundo a relação cintura-quadril ao invés do uso do IMC, a proporção de pessoas com risco de um ataque cardíaco triplica, segundo dados do estudo Interheart.

Baseado no peso e na altura, o IMC não leva em consideração a localização da gordura do corpo, nem quanto de musculatura a pessoa possui, diz Arya Sharma, professor de medicina na McMaster University e co-autor do estudo. Um atleta e um sedentário poderiam apresentar IMC semelhantes.
O estudo diz que os mecanismos de proteção ainda não estão claros. Os autores especulam que fatores hormonais possam influenciar na circunferência da cintura e do quadril, podendo apresentar diferenças importantes na composição de gordura nessas duas áreas. Quadris largos podem ser resultado de massa muscular. Se a dieta leva à perda de massa muscular, pode agir contra os benefícios da perda de peso, dizem os autores.
O Interheart mostrou que o risco da população atribuível à relação cintura-quadril é maior que o risco atribuível ao índice de massa corporal. Os resultados sugerem que as estimativas prévias sobre o efeito da obesidade como fator de risco cardiovascular foram demasiadamente baixas.

A relação cintura-quadril é calculada dividindo-se a medida da circunferência da cintura em centímetros pela medida da circunferência do quadril em centímetros. O índice de corte para risco cardiovascular é menor que 0,85 para mulheres e 0,90 para homens. Um número mais alto demonstra maior risco.

Realizando meu calculo minha taxa é 0,72 incrivelmente a mesma da minha irma que pesa a metade de mim, eu reconheço que posso emagrecer e que o meu peso pode vir a me prejudicar sim, mas por favor, OBESA MÓRBIDA eu sou somente na classificação de um calculo sem muita base fora isso sou uma OBESA VIVA e bem VIVA.

6 Comentários // Deixe o seu!

  • Antonio says:

    >concordo com vc linda.
    vc mostra ki tem saude pra dar e vender
    e que a matematica as vezes se engana qdo relacionada a biologia.
    continue nessa linha de esclarecimento da sociedade pq vc ta no rumo certo

  • Liria Souza says:

    >GOSTEI DO SEU TEXTO ÓTIMO BEM ESCLARECEDOR…EU TBÉM FUI CONSIDERADA COM OBESIDADE MÓRBIDA, MAS FIZ EXAMES DE COLESTEROL E ETC…TODOS OK!!!
    ENTÃO CONCORDO COM VOCÊ…e GOSTARIA DA SUA PARTICIPAÇÃO NO MEU BLOG…
    EU SOU SEGUIDORA DO SEU BLOG…
    gordinhasbonitas.blogspot.com

    beijos e FELIZ 2010 PRA VOCÊ…

  • garotaglamourosa says:

    >Oi, tudo bom? Muito bom o seu post. Realidade encarada de frente.
    Dá uma passadinha no meu blog. Adoraria ter uma opinião abalizada como a sua em uma de minhas matérias. Um bj. Feliz ano novo!!
    http://GAROTAGLAMOUROSA.WORDPRESS.COM

  • garotaglamourosa says:

    >Oi, Kalli, adorei vc ter deixado o comentário. Vc é um doce. Vou linkar vc também, posso? BBBJJJSS.

  • paty aquino says:

    >ameii kalli!!!! de acordo com o imc eu é obesidade grau com risco.. afe!! rsico de que? se meus exames estão todos normais, eu sempre suspeitei disso rrss, ainda mais quando li um livro que " segredos da gordinha feliz" ela tb relatou a mesma coisa. mas ate então nao tinha lido nada que fosse comprovado!! pelo cintura quadril, to bem longe da " a beira da morte" rsrs deu 67!!! Valeu pela materia e esclarecimento , ficou otimoo!!! beijoss

  • >Como é esse cálculo da cintura quadril, Kalli?
    Adorei o texto, mil beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *