05.07.16

Gordas dançando na Globo – Um grande Show!

No último sábado durante a programação do Criança Esperança os telespectadores da TV Globo foram brindados com uma apresentação da Anitta que foi um grande show, o grande diferencial de todas as apresentações dela é que dessa vez a cantora se apresentou com um balé composto por mulheres gordas. *_*
Sei que a Globo é uma mídia de massa, que muito mais atrapalha do que ajuda na autoestima de mulheres gordas, mas dessa vez o close foi certo por demais e ter tido gordas dançando na Globo foi um grande show. <3
Convido a cada uma que ainda não assistiu à apresentação que aperte o play agora mesmo.

Poderia ter sido ainda melhor (acredito que um balé com todos os tipos de corpos seria ainda mais fantástico), mas foi algo diferente de tudo que já tivemos na mídia tradicional e isso precisa ser comemorado.
Foi a primeira vez eu vi na Globo mulheres gordas serem retratadas como sensuais, nada de gorda sendo modelo plus size ou comediante, dessa vez as gordas foram vistas apenas como “mulheres dançando de forma sensual” e é assim que deveria acontecer sempre.

Gordas não deveriam ser tratadas como um subtipo de mulheres, somos tão mulheres como qualquer outra.

Eu quero sim ver na mídia gordas sendo sensuais, mas quero ver também gordas nas bancadas de jornais, nas novelas e inclusive sendo a mocinha. Eu espero de coração que esse dia chegue logo e nós possamos comemorar um representatividade real  e constante.

Mas hoje eu tenho que comemorar esse show, que foi pedacinho da  nossa luta materializado na TV, que possamos a cada dia ocupar mais e mais espaços.
Aproveito para parabenizar todas as meninas participantes, vocês arrasaram e foram o L A C R E em rede nacional. <3

E vocês o que acharam da apresentação? Contem-me tudo aqui nos comentários. *_*

2 Comentários // Deixe o seu!

  • vandrli says:

    adorei como diz a ANITA seja o que você não importa se gorda magra seja você mesma

  • Eu acho que elas arrasaram, e super concordo com você, mulheres gordas são humano igual a qualquer outro, então não deveria ser tratado diferente, e se essa ideia foi da Anita, ela ganhou pontos no meu conceito rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *