16.03.17

Cirurgia Bariátrica vem causando mortes prematuras!

No início de 2016, uma amiga perdeu sua irmã por complicações que ocorreram logo após a realização de uma cirurgia bariátrica. Neste caso em especial, acompanhei o período de complicações e foi triste ver uma moça nova, linda e com boa condição de saúde perder a vida. Logo na época, eu comentei sobre esse caso na page do Facebook, mas por saber a dor da família, eu não quis trazer a pauta para o blog e aumentar ainda mais o sofrimento (pessoas fazem comentários ridículos e sem noção nas postagens e ninguém merece ler isso durante o luto).
Já no início desse ano, outra moça perdeu sua irmã e ganhou as redes sociais ao contar em um textão (saiba mais aqui), todo o sofrimento que a irmã passou por ser gorda e como a cirurgia e o manequim 38 eram seu sonho, infelizmente a Amanda também veio a falecer logo após a cirurgia.

Faz umas semanas, o Pepê ex-participante do Além do Peso, foi mais uma vítima do procedimento e deixou muitas pessoas sensibilizadas com sua partida, como o Pepê tinha um público grande, várias pessoas tiveram conhecimento da morte prematura em decorrência da cirurgia bariátrica e o assunto voltou a ser destaque.

As duas meninas citadas, eu sei que tiveram como motivação para operar a vontade imensa de serem MAGRAS e se livrarem de toda a Gordofobia que vivenciaram, elas entraram saudáveis e nunca mais saíram do hospital, já o Pepê, eu não conheço os detalhes, mas ao que me parece, ele era um rapaz gordo e bem ativo, ao analisar sua última postagem, pude concluir que a cirurgia seria para emagrecimento, que também um sonho que ele tinha.

Qualquer pessoa que defenda a cirurgia bariátrica, vai vir aqui dizer que o risco de morte é menor que 1% e etc e talz, mas e se esse menos de 1% for alguém da sua família? Ainda vai achar pouco?

Eu acredito plenamente que a cirurgia é uma ferramenta importante para muitos casos, mas eu acho lamentável demais que se coloque em risco a vida de uma pessoa saudável em busca de um corpo não gordo. Aqui eu estou citando casos recentes que eu sei que abalaram muito as pessoas que eram próximas e perderam pessoas queridas, mas existem muitas outras pessoas que já se foram e tantas outras que nunca mais teve a tal “saúde” que buscavam ao operar.

Cirurgia é coisa séria, não banalizem!

Sigamos empoderando umas às outras, para que mais meninas descubram a beleza em seu próprio corpo e parem de arriscar a vida para caber em um jeans 38.

 

Muitos tentarão me fazer acreditar que o que mata é a negligência médica, mas muitas pessoas não teriam se submetido a essa cirurgia se não tivessem uma imensa e triste bagagem de gordofobia nas suas costas.

4 Comentários // Deixe o seu!

  • Renata says:

    Tenho 27 anos e a minha história de vida e meu histórico de humilhação por ser gorda me fizeram optar pela cirurgia, quase morri após 28 dias em coma depois de realizar a cirurgia . Hoje me recupero com sequelas e um emocional fragilizado após ter passado por isso. Essa cirurgia é de grande porte e perigosa sim . Consegui sobreviver, mas muitos não tem minha sorte . Me arrependo e faço um apelo as pessoas que desejam realizar esse procedimento : amem seus corpos!

    • Kalli Fonseca says:

      Oie Renata!

      Que bom que vc está aqui para contar sobre o que passou,imagino o impacto disso tudo na sua vida, mas o mais importante é que você sobreviveu.

    • Carla maciela says:

      Foi muito importante ler teu depoimento, eu n me sinto preparada nem com vontade de fazer, e as pessoas me fazem sentir vergonha de mim como pode isso.

  • Gilmara says:

    Uma amiga me perguntou Gil vc tem vontade de fazer bariátrica, de cara vc percebe o preconceito “tipo eu no seu corpo já teria me matado” OK parei para refletir, não tomo um comprimido hoje mesmo tive médico é e incrível cono Deus me honrrou com médicos maravilhosos de posto de saúde, ele me tratam como uma princesa, nunca tocaram no assunto meu peso, o de hoje mesmo que amor é o melhor é que eles me olham encantados pelos bons resultados dos exames, tenho uma amiga que fez a quinze dias apoiei porque era o maior sonho dela e torço muito, bom em suma analisei o preconceito da “amiga” e pensei Poxa vou ter que tomar vitaminas o resto da vida, fora tantos outros efeitos também conheço bem uns que morreram por está cirurgia e bem o que vc falou Kalli, me aceitar cheguei aos 43 lutando uma vida toda para mudar isto, não consegui é uma faca de dois gumes o processo dietas versos não aceitação, respeito quem fez mas nunca o quis nem passou pela minha cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *