Categoria: Gorda

07.07.17

Kelly Clarckson rebate seguidor que a chamou de Gorda!

Kelly Clarckson estava comemorando o 04 de Julho no Twitter, ao postar sobre a Independência dos EUA seus seguidores começaram a responde-la dentro do tema, mas apareceu um engraçadinho que disse: “Você é gorda” e ela imediatamente o respondeu dizendo: “E continuo sendo muito incrível”.

via GIPHY

Em 2015, Clarkson já havia rebatido críticas de que estaria acima do peso. Principalmente, por ser uma pessoa pública. “Eu sou incrível! Não me incomoda. É um mundo livre. Diga o que quiser(…) Eu não procuro pela aceitação dos outros(…) Você pode amar ou você pode odiar. Há muitos artistas por aí”, ironizou. (daqui)

A gente já sabe que ser GORDA é apenas uma característica física, mas muitas pessoas insistem em usá-la na tentativa de nos ofender. Não tenho dúvidas de toda a pressão que Kelly sofre para emagrecer, inclusive já emagreceu algumas vezes, mas gorda ou magra ela é incrível e eu fico feliz que ela saiba muito bem disso.

Para ilustrar essa afirmação eu trouxe seis looks maravilhosos que ela já usou nos palcos, para a gente admirar e até copiar quando precisar arrasar. *_*

 

 

Todo corpo merece ser respeitado e amado independente da sua forma, nossos corpos são mutáveis e podem hoje estar gordo e meses depois magro, assim como pode acontecer ao contrário. O que importa é sabermos que o tamanho de um corpo é apenas o tamanho de um corpo, e isso não interfere na capacidade dele.

Depois de mais esse exemplo, a gente não pode se esquecer do quão incríveis somos.

05.07.17

Campanha do Agasalho GG+ – Doar para outros gordos é importante.

Nesses dias frios, somos sempre mais lembrados do quanto pessoas em situação de vulnerabilidade sofrem com a falta de roupas, em muitas cidades e associações já é comum vermos campanha do agasalho. É sempre importante tirarmos aquelas peças paradas no nosso armário para doar a quem mais precisa, mas no inverno essa necessidade é ainda mais urgente.

Com toda a divulgação dessas campanhas, nos motivamos (ou deveríamos) e doamos também roupas que não usamos mais, porém, existe um ponto que considero muito importante alertar para quem nunca pensou sobre.

Quando doamos nossas roupas para uma pessoa menor que a gente, é possível que ela as use grande mesmo e sem nenhum problema, mas quando uma pessoa gorda só recebe doações de roupas que são pequenas para seu corpo, infelizmente não tem como usar.

Sabendo disso, eu convido vocês a serem mais atentos ao doar suas peças, tentar, sempre que possível, doar para pessoas gordas que estão precisando e quando doarem em ONGS, é legal dar essa dica, de que privilegiem as pessoas maiores por conta dessa dificuldade.

Não se trata de não querer ajudar magros, se trata de dar preferência em ajudar quem tem ainda mais dificuldade de conseguir ajuda.

Ser uma pessoa que se veste de doações apenas já não é nada fácil, quando se trata de uma pessoa gorda, essa dificuldade é ainda maior. Se nós, que podemos comprar, já passamos aperto para achar o que serve, imagine quem precisa esperar por doações?

Vem fazendo frio demais nos últimos dias, vamos aproveitar para pegar aquele casaquinho que a gente não usa faz anos e doar para quem mais precisa? Façamos uma Campanha do Agasalho GG+, alertando a outras pessoas gordas da necessidade de doar para outros gordos também.

Cada um de nós é capaz de proporcionar um pouquinho de calor para quem mais precisa.

30.06.17

Lançamentos Plus Size em São Paulo

O fim de semana será animadíssimo em São Paulo, a cidade recebe dois grandes lançamentos plus size.

Hoje acontece o lançamento do Espaço Clamarroca Plus que é uma loja colaborativa com 3 marcas queridinhas do mercado plus size. Assim que conheci a Clamarroca Plus no ano passado ainda no comecinho da marca, fui logo elogiando elogiei a marca por usar uma mulher comum nas fotos, mas eu não imaginava que a modelo era também a mente por trás da marca haha. Venho desde então acompanhando as redes e é notório o amor e dedicação da Mariana Camargo com sua marca e tenho certeza que a lojinha será um ambiente muito maravilhoso.

Confiram no evento do Facebook (aqui) mais detalhes do lançamento.

Quem puder vá hoje no lançamento e aproveite toda a farra que vai rolar por lá, quem não puder vá assim que der. Combinado?
Eu sei que pode até faltar a festa nos outros dias, mas o amor e o carinho estarão sempre presentes por lá. *_*

 

E amanhã tem o lançamento da nova proposta da Mais Pano, que agora é confecção própria e com peças até o tamanho 80. Vai rolar um desfile com a nova coleção e muitas atrações maravilhosas, inclusive estarão por lá as dançarinas gordas mais maravilhosas do mundo. <3

Confiram no evento do Facebook (aqui) mais detalhes do lançamento.

Conversei com os proprietários da Mais Pano no último HashTagBazar e pude perceber o empenho deles em fazer uma moda plus size masculina que atenda a todos os homens, nós sabemos que a moda masculina ainda é bem esquecida no mercado plus size, posso apostar que esse desfile vai ser lindo de ver (no sentido das peças e também no dos caras haha). *_*

Se eu morasse um tantinho menos longe, eu estaria no dois eventos com certeza. Mas vocês que moram em São Paulo não podem deixar de ir.

Prestigiem sempre que possível eventos assim, a gente valoriza as empresas que estão empenhadas em fazer eventos legais e ainda motivamos as outras a fazerem também. Quanto mais moda plus size e festinhas, melhor é para todo mundo.

 

29.06.17

Remédios para emagrecer

remedios para emagrecer

 

Esse é um assunto polêmico, portanto acho melhor deixar claro alguns pontos antes de começar o texto.

  1. Eu não sou médico, sou nutricionista.
  2. Minha intenção não é indicar ou contra-indicar qualquer tipo de medicamento nesse texto, mas sim trazer algumas reflexões que acho interessante para as pessoas não-médicas fazerem.
  3. Nutricionista nenhum pode prescrever medicamentos, isso é proibido.
  4. Os profissionais da alimentação devem saber como eles funcionam e qual o impacto que isso tem na alimentação, corpo e saúde geral da pessoa.
  5. Embora só os médicos possam prescrever medicamentos, esse é um assunto que diz respeito a todas as pessoas da sociedade.
  6. O foco do texto é o uso desses medicamentos para emagrecer.

Por que estamos falando disso?

Em outubro de 2011 alguns medicamentos para “controle de peso” e “inibir o apetite” foram impedidos de serem comercializados no Brasil e outros sofreram um ajuste de prescrição mais rigoso: anfetamínicos (anfepramona, femproporex e manzidol) e sibutramina, respectivamente.

O motivo de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) “com base em estudos internacionais que constataram a baixa eficácia desses medicamentos na perda de peso e riscos à segurança do paciente”, especificamente “os riscos à saúde oferecidos por esses remédios, como problemas cardíacos e alterações no sistema nervoso central, superam o benefício da perda de peso” ¹. Percebam que as pessoas que participaram desse veto não eram size friendly, mas mesmo assim reconheciam riscos importantes.

Nesse meio tempo esses medicamentos continuavam sendo usados ilicitamente, algumas vezes por pessoas que decidiam tomar elas por conta própria e compravam no “mercado negro”. Outras vezes prescrito por médicos, infelizmente. Eu já era nutricionista nessa época e atendi inúmeras pessoas que fizeram uso desses medicamentos nesse período.

Nesse mês (Junho/2017) esse medicamentos voltaram a ser permitidos no Brasil e isso gerou uma série de debates² . Muitas associações médicas se mostram contra a proibição dessas medicações desde o início.¹

É importante salientar que quem proibiu em 2011 foi a ANVISA e quem liberou em 2017 foi um projeto lei sancionado pelo presidente em exercício. A ANVISA ainda permanece contra e afirma que esse projeto é inconstitucional³.

A primeira questão aqui é: o quanto o Congresso tem de capacidade técnica para decidir se uma substância é mais ou menos danosa à saúde?

Segunda questão é: será que não pode ter rolado uma pressão de algumas indústrias farmacêuticas (que possivelmente financiam campanhas ou fazer acordos políticos com atuais representantes do congresso) para que esses medicamentos fossem novamente liberados, logo para serem prescritos, para a galera ganhar mais dinheiro com consultas e prescrição de remédios?

Terceira questão: as substâncias são as mesmas e o nosso corpo é o mesmo, o que fez essas substâncias serem consideradas perigosas em 2011 aqui no Brasil e 2017 não mais? (PS: Algumas dessas medicações são proibidas há quase 20 anos na Europa e nos Estados Unidos²)

remedios para emagrecer

Você pode e deve questionar sobre alguma medicação que está sendo prescrita

Muitos profissionais não gostam de serem questionados, mas o próprio Conselho Federal de Medicina diz que essa lei “respeita a automia dos médicos e dos pacientes na escolha de procedimentos terapêuticos ‘reconhecidos e válidos’”.³

Vamos fazer valer esse direito? Converse com o médico: eu quero saber mais sobre esse medicamento; eu não quero tomar isso; eu prefiro não usar essa medicação; etc.

E se você não se sentir confiante, procure uma segunda opinião. Ou terceira, ou quarta… Até que você fique satisfeitx com o que foi acordado com você.

Cuidado com as “fórmulas”

Fique atentx principalmente quando o assunto for fórmula manipulada. Não é comum ler ou perguntar o que tem nas fórmulas, mas é preciso.

Mesmo se você não for ao médico para emagrecer, às vezes fica “implícito” pelo fato de ser gordx, que aquilo é necessário ou que você deseja.

Procure saber os efeitos colaterais

Leia a bula. Fomente discussões em fóruns. Converse com pessoas que já usaram pra decidir se você topa ou não o que vem junto do uso desses medicamentos. Alguns efeitos colaterais comuns das anfetaminas são taquicardia (sensação do coração batendo rápido, sentir que ele vai sair pela boca), agitação, insônia, transtornos psiquiátricos, elevação da pressão arterial, etc.

Minha experiência, enquanto nutricionista

O que eu posso falar do que acompanhei dos meus pacientes ao longo desses quase 10 anos, durante o uso de algumas dessas medicações e muitos após anos de parar de usar com o intuito de emagrecer.

Sim, eles emagrecem e muito rápido. Porém a pessoa reganha esse peso na mesma velocidade quando interrompe o tratamento. E o uso da segunda vez nunca produz o mesmo efeito (em termos de emagrecimento), assim como o terceiro e assim por diante.

Algumas pessoas desenvoveram ou potencializaram quadros psiquiátricos (depressão, síndrome do pânico, etc) após alguns meses ou anos da interrupção do uso desses medicamentos.

Muitos amigos médicos me disseram que esses casos são de pessoas que fizeram um uso incorreto da medicação. Isso eu não posso afirmar sobre quem eu acompanhei. Mas eu nunca atendi uma única pessoa que tenha emagrecido e mantido o peso com essas medicações que foram aprovadas. Não significa que elas não existam, mas a maioria foi como eu descrevi acima (fiz um cálculo mental rápido e só nos ultimos 6 anos eu atendi um total de aproximadamente 5 mil pessoas – apenas algumas usavam ou tinham usado essas medicações).

O desejo de emagrecer pode ser sedutor, mas fiquem atentxs para o que esse pacote trará para sua vida, não apenas hoje, mas amanhã, o mês que vem e o ano que vem. O corpo é seu, a saúde também.

 

¹ http://www.brasil.gov.br/saude/2011/10/anvisa-decide-banir-emagrecedores-a-base-de-anfetaminas-mas-libera-sibutramina

² http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/sibutramina-e-remedios-para-emagrecer-entenda/219201/pop_up?_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_viewMode=print&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_languageId=pt_BR

³ http://www.farmaceuticas.com.br/presidente-em-exercicio-sanciona-lei-para-liberacao-de-anorexigenos-mas-anvisa-afirma-que-e-inconstitucional

 

https://www.facebook.com/nutricionista.cezar/

28.06.17

Meia Calça Arrastão para Gorda + Look Miss Masy Plus

Faz uns dias eu contei para vocês a felicidade que é ter como opção em meias plus size o Clube da Meia Calça (leiam aqui). Hoje eu quero mostrar para vocês a forma como usei a minha meia arrastão no último #HashTagBazar, a usei com um Look Miss Masy (short e blusinha) que eu achei que casou legal.

É importante ressaltar que não é fácil usar uma peça chamativa e “proibida” (tão proibida que nem existia que servisse) por tanto tempo para o corpo gordo, mas aproveitei que era um evento cheio de mulheres gordas como eu (umas menos e outras mais) para dar esse passo,  inclusive dei essa dica para uma outra mulher que me disse achar lindo e que não tinha coragem de usar. Estar em um ambiente “seguro” (nenhum ambiente é totalmente seguro de julgamentos), mas entre pessoas também gordas a gente torce para que os julgamentos sejam menores). Inclusive tinham várias gordas lindas lá de meia arrastão. <3

Confiram o resultado. *_*

Eu estava usando:

Blusa: Miss Masy – (G)
Short: Miss Masy (GG)
Meia Arrastão: Clube da Meia Calça
Bolsa: 25 de março
Tênis: Vizzano

Imagens: Franz Wasielewski

Essa blusinha eu ganhei em um sorteio do Instagram da marca, fiquei super feliz por ser de uma marca que já sou consumidora (a marca é do grupo BGO  e tem peças bem fofas e com preços legais), recebi junto algumas peças e farei outros looks por aqui.

Todo mundo que acompanha o blog já sabe que não sou fashionista, mas achei esse look bem diferentão (do que costumo usar) e adorei o resultado.

E vocês o que acharam? Já se arriscaram nas meias arrastão?


* Este post não é patrocinado, mas recebo uma comissão sobre o valor das vendas realizadas através dele.