Categoria: Feminismo

03.03.16

SOS Moradores de Rua de Juiz de Fora

Aqui no blog sempre teve e sempre terá espaço para causas sociais, já divulguei várias situações que precisavam de ajuda e pude contar com o apoio de vocês. <3 Só que sempre eram projetos distantes de mim, e eu sentia falta de poder ajudar e também divulgar algo aqui da minha região. Um dia desses (já tem um tempinho) eu vi um pedido de ajuda para o SOS Moradores de Rua de Juiz de Fora e na mesma hora eu busquei mais informações.
Já tem um tempinho que entrei no grupo do facebook do projeto (aqui) e que conversei com uma das administradoras falando do meu interesse em colaborar com a causa. Nesse tempo eu pude perceber o empenho dos voluntários em fazer acontecer as doações semanais e até o cuidado que eles lidam com a situação.
Eu como qualquer pessoa que transita por Juiz de Fora, sabemos que a população de rua é grande e estão sempre clamando ajuda. Infelizmente sabemos que dar 2 reais na mão deles nem sempre é uma ajuda, então que a gente contribua com este projeto para que eles possam receber semanalmente um pouco de comida, compreensão e dignidade.
Para realizar as distribuições eles precisam de doações dos itens listados abaixo. moradores de rua de juiz de fora
Então convido todos os leitores de Juiz de Fora e região para participarem doando, ou até como voluntários. E aproveito para convidar os blogueiros e formadores de opinião da região, para abraçar esse projeto e também ajudar a divulgar em seus canais. *__*

Que este projeto de amor ao próximo possa ser fortalecido e possa ajudar cada vez mais pessoas necessitadas.

Conto com todos vocês para esta corrente de Solidariedade.

16.06.15

#TodosComADani – Solidariedade

Olá pessoal, ontem eu tive contato com um relato que pedia ajuda para a Dani e que descrevia toda a situação. O pedido partiu da Luciana Zanetti que já esteve com a Dani e presenciou todas as dificuldades que ela vivencia e resolveu se mover e pedir mais ajuda pela internet, ao ler o relato que transcrevo uma parte abaixo. Eu atentei que por lidar com vários lojistas plus size, e conhecer muitas mulheres que usam tamanhos grandes eu poderia ajudar nessa questão que nem foi pedida por saber que é difícil de conseguir mesmo.

“Estou em campanha para ajudá-la, a Daniela tem câncer de endométrio, não sai da cama a quase 2 anos (a não ser quando o serviço de remoção a leva para o hospital), ela é obesa, pesa uns 150 quilos e associado a uma queda, tem muita dificuldade para se levantar!
Ontem estive na casa dela, levei algumas doações que recolhi. A casa dela cheira mal, tem muito lixo, urina e fezes de cachorro, muita bagunça… A Dani estava gemendo de dor. Levei remédios, alimentos e fraldas. No entanto os pacotes EG vem com apenas 7 unidades. Ela usa 4 por dia. E a doação vai durar apenas uma semana! Por isso, preciso da ajuda de todos para que possamos arrumar um montante de fraldas maior para ela.
Dia 27 deste mês iremos à casa dela, limpar e pintar ao menos o quarto onde ela vive. Ela pediu um quarto na cor lilás! Precisamos de uma colcha bem bonita, varal para cortina, uma luminária, um quadro bonito, etc. Estou no Jabaquara e posso retirar no metrô. Também precisamos de uma casinha para as cachorrinhas. A casa é simples e não tem nem forro nem piso! A parede está no cal!”

As imagens abaixo são para facilitar o aceso a informações, resumir o caso e deixar opções bem claras para quem quer ajudar. <3

#TodoscomaDani#TodoscomaDani (2)

 

Sei que existem pela internet milhares de casos clamando por ajuda, sei que na cidade de cada um de nós pode existir alguém com um problema semelhante, mas a Dani me impactou e eu venho hoje pedir por ela. Acredito que juntos podemos melhorar muito a qualidade de vida que ela tem hoje.
Qualquer dúvida vocês podem me chamar no facebook, ou chamar diretamente a Luciana (aqui).
Ah, não esqueçam de ajudar compartilhando este post. <3

 

27.04.15

Ilumiô – Veste e Enfeita

A Ilumiô é nasceu em São João da Boa Vista no interior de SP, o principal incentivo para a criação da empresa foi a vontade de se expressar. Renata Maniassi a responsável pela marca revela que traz para a marca peças que tem a sua identidade e estilo.
Ilumiô (1)

Além disso, a Ilumiô é uma extensão da vida dela e até do seu relacionamento como ela relata:  eu faço a criação dos modelos,pesquisa de coleção, invento moda, meu parceiro/sócio/namorado Bruno cuida da parte do designe geral, site, fb, fotos e o que mais pintar!
Temos nossa parceira Ana, que é quem costura pra nós, eu faço a modelagem de certas peças mas ela é a perita em acabamento,
Acreditando na justa valorização da mão de obra, onde as peças são confeccionadas com muito orgulho por uma costureira, depois no consumo consciente, não fazemos somente modinha e replicamos o que tem por ai, nós desenvolvemos peças com conceito e criativas sob demanda, não trabalhamos com grande estoque e incentivamos o comercio criativo.
Todo nosso desenvolvimento envolve trabalhos manuais, nossas peças são estampadas uma a uma o que as torna únicas. Nós acreditamos que a moda é uma forma de expressão, de valores e atitudes. E por isso fazemos roupas pra vestir e enfeitar as pessoas valorizando sempre o que elas têm de mais bonito!

Ilumiô (4) Ilumiô (3) Ilumiô (2)

Os valores variam de 80 a 250 reais, todas as peças podem ser feitas sob medida, então quem é plus size vai poder usar também o que quiser da marca. <3

Para acompanharem de perto o trabalho deles e buscar mais informações é só acessar o site e as redes sociais.

Site: http://ilumio.com.br

Instagram: https://instagram.com/ilumio/

Facebook: https://www.facebook.com/LojaIlumio

 

Comprar de quem faz

23.04.15

#EmpowerALLBodies este deve ser o nosso alvo!

Faz uns dias contei neste post aqui, para vocês sobre a campanha da Lane Bryant com diversidade de corpos em resposta a uma campanha que se referia a um determinado tipo como sendo o perfeito. Embora eu ameeee ver diversidade de corpos em campanhas e tenha aplaudido as fotos, eu senti falta e até comentei que faltava corpos maiores, mas mesmo assim eu achei válido comemorar a beleza da campanhas. Baker uma militante da autoestima em todos os tamanhos criou então o que podemos chamar #IamNoAngel – Empoderador, que é uma versão do primeiro melhorada hahaha, que contempla corpos esquecidos até pelo mercado plus size para a representatividade.

#EmpowerAllBodies (1)

A matéria original sobre o #EmpowerAllBodies vocês encontram aqui em inglês, mas contei com a ajuda da Letícia, para traduzir os motivos que levaram Baker a realizar este ensaio e alguns pontos eu ressalto para vocês abaixo dessas fotos divinamente lindas. *_*

 

#EmpowerAllBodies (2) #EmpowerAllBodies (3) #EmpowerAllBodies (1) #EmpowerAllBodies (4) #EmpowerAllBodies (5) #EmpowerAllBodies (6)

 

“Na minha opinião, eu questiono como que aprovar essas imagens pode ser para “todas as mulhres”. #ImNoAngel mostra apenas UMA forma que define a mulher plus size sexy; aquela corpo é a uma forma tradicional de ampulheta: um corpo com a cintura sendo consideravelmente menor do que o qualdril e o busto. Isso é quase sempre (e é, nesse caso) acompanhado por uma barriga lisa/chapada. Essa forma é onipresente na modelagem plus size e de alguns dizem que aparecer um tipo de corpo não é problema (apesar de tudo, pelo menos sendo plus size e estando pra jogo/podendo transar/F train, né?), mas eu discordo e gostaria de compartilhar com vocês um pouco sobre a diversidade e porque isso é mais importante do que você pensa.

Quando nós, como sociedade, falhamos em incluir diversos corpos em nossa mídia, a mensagem chega clara para os excluídos: você não tem mérito para ocupar esse espaço. É uma mensagem muito poderosa que se acomoda/instala no meio de quem não foi representado. #ImNoAngel tenta, aparentemente, transmitir empoderamento para as mulheres plus size, mas ao invés disso, continua perpetuando exatamente a mesma mensagem. Desta vez, porém, adicionando especialmente para os corpos não retratados: não só indigno de tomar espaço, mas também não é bem-vinda ao se sentir sexy.

Tendo em vista que a maioria das suas clientes não se sintam representadas em #ImNoAngel (e as mulhres plu size em geral), esta campanha parece ter tido um empoderamento “tiro pela culatra”.

Quando uma pessoa é constantemente bombardeada por imagens de um corpo “ideal” (sendo ele plus size ou não) causa danos em sua psique.
A exposição contínua treina eles mentalmente para acreditar que apenas UM corpo é digno e esse condicionamento social infeliz é um dos maiores contribuintes para a baixa auto-estima, dismorfia corporal, transtornos alimentares, outras questões relacionadas com a grave imagem corporal – todas as que afetam a vida diária. Diversidade visível é uma solução para estes problemas, e pedir por isso não é nada egoísta. É absolutamente necessário.

Eu gostaria de enfatizar também que as imagens de exclusão causa mais do que sofrimento pessoal. Também causa reações negativas de outras pessoas que podem se transformar em assédio, byllying e ódio em geral. Porque não temos dado um conjunto positivo de princípios para processar corpo plus size “alternativo” quando se é apresentado modelos de formas variadas se sentindo sexy e coisa e tal o publico é quase sempre negativa. Sem dúvida este post vai receber boa parte de observações horríveis essa reação está diretamente ligada ao fato de que fomos condicionados a acreditar que apenas um tipo de corpo merece ser vista como sexy. Qualquer um que quebrar essa regra é reconhecido/tratado com hostilidade.

Esta reação pode eventualmente desaparecer se empresas como a Lane Bryant saísse de sua zona de conforto e fizer algo radical como: incorporar a diversidade corporal.”

#EmpowerAllBodies (1)

 

Quando abri a matéria eu só pensei: Baker lacrandooo!

E sim a gata mais uma vez arrasou, foi e fez uma versão fantástica das fotos permitindo um empoderamento muito mais amplo.
Espero que os blogs plus size e sites brasileiros forneçam o mesmo destaque para essas fotos, não quero ser exceção de ter achado as outras lindas e essas lindas também.

Contem-nos aqui nos comentários o que vocês acharam das fotos e da campanha #EmpowerALLBodies. a opinião de vocês é sempre super bem vinda.

09.04.15

Maria Tangerina

Essa semana eu bati um papo com a Priscila Cortez, para conhecer um pouco mais da Maria Tangerina, a marca artesanal que apresento hoje para vocês. <3

Maria Tangerina (4)

A Priscila me contou que a marca surgiu no fim da sua graduação (design de produtos), aquele momento desesperador que a gente se dá conta que tá formando e não tem nenhuma perspectiva de emprego que coincida com o que você sempre sonhou. Como ela já idéia de ter uma marca própria desde novinha, viu que este seria seu caminho. Antes ela já tinha feito bolsas de pasta A3 para ela e as amigas que não aguentavam ficar carregando pastas para todos os lados. Viu que bolsas poderia ser seu caminho ao se dar conta que não tinha tanta oferta em tecidos estampados no mercado.
Com 150 reais que ela havia juntado ela foi em frente com seu atual sonho, fazendo peças à mão e descobrindo como se fazia uma bolsa sozinha. Logo em seguida conheceu as meninas do Cardume de Mães e percebeu que poderia ser um negócio rentável se houvesse determinado volume de vendas, assim o que era um hobby que rendia uma graninha extra, virou um trabalho de verdade para ela e hoje em dia para mais algumas pessoas que trabalham com ela.

Maria Tangerina (1) Maria Tangerina (2) Maria Tangerina (3)

Trouxe para um blog só uma amostrinha das peças, clicando aqui vocês conferem todas as opções que estão disponíveis e ainda pode dar zoom e ver detalhes. *___*
Os preços variam de R$39,00 a R$139,00 e tem muita coisa linda no site. <3
Para acompanhar o trabalho da Maria Tangerina mais de perto é só curtir facebook.com/mtangerina e seguir intagram.com/mariatangerina.
Comprar de quem faz