Categoria: Depoimento

23.07.12

Dobras e curvas que me fazem ser ÚNICA E ESPECIAL!

Aconselhada por uma amiga resolvi escrever um pouco sobre minha vida. Eu fui uma criança gorda, uma adolescente gorda e hoje sou uma mulher gorda. Sou feliz com cada dobra, cada curva, cada buraquinho do meu corpo, porque ao contrario do que as pessoas pensam elas não são só fruto do quanto eu comi, são também fruto da minha historia.

Quando criança, fui instruída por meus pais a me aceitar mesmo que diferente das outras crianças. Eles me apoiavam não a ser gorda, mas a ser eu mesma dento da minha estrutura familiar e biológica e com isso aprendi a mais sábia das lições: a de reconhecer e respeitar tudo que é diferente.

Eu fui uma criança feliz brincava de rouba bandeira, queimada, elástico e boneca. Me movimentava muito. Chegava da escola, almoçava e ia direto pra rua. Brincava a tarde toda e nem por isso me tornei magra. Sempre me impus desde criança, os olhares de recriminação só me enchiam de força porque quando não acreditavam que eu podia por ser gorda eu mostrava que podia sim, bastava EU querer. Fui levando essa filosofia de vida e veio a adolescência. Descobri nessa época o quanto o ser humano pode ser cruel, mas descobri também o quanto EU era forte. Na escola além da simpática da turma e da legal, eu era a que topava todos os desafios, sempre provando que a gorda pode sim ter o papel da mocinha no teatro, dançar Rick Martin de saia de cetim verde limão na quadra da escola e dar um show!!! Foi aí que eu entendi que o ser diferente também é legal.

Nessa época passei por crises, claro, queria a saia curta da colega, a baby look do uniforme a calça justíssima da moda. Chorei, briguei, fiz todos os regimes: da lua, da sopa, do alface e água, academia ,dança e o máximo que conseguia era vestir 46. Meu Deus qual o problema comigo?

A resposta dessa pergunta veio da boca do meu pai: você não tem problema nenhum o único problema e não se aceitar você é linda é uma mulher grande só isso e pode ser feliz!! Sabe a saia curta compre ou faça a mesma só que no joelho, a blusa do colégio a transforme do seu gosto você só precisa de linha e agulha! Quanto à calça justa: adapte-a ao seu corpo. Seja você não igual às outras pessoas. Você nasceu para ser diferente e é exatamente isso que te faz tão especial. Em contrapartida minha mãe me apoiando e me ajudando a estar bem vestida saudável do jeito que eu sou GRANDE. Namorei, paquerei, dancei – fiz loucuras como todo adolescente. Entendi que as pessoas te tratam conforme a postura que você tem perante elas.

Eu sempre fui autoconfiante aprendi ser assim desde nova e sou assim até hoje. As pessoas que me olham muitas vezes e não conseguem me criticar, porque chego com minha diferença resolvida dentro de mim e isso ninguém pode me tirar. O dito “problema” visto pela sociedade hipócrita que impõe que todos precisam ser “robôs” iguais uns aos outros não consegue me atingir porque ele esta resolvido dentro de mim. E dentro de cada um que se precisa acreditar e entender que somos diferentes e isso que nos torna únicos e especiais. Quando isso estiver claro dentro de você vai se refletir em tudo nos olhar no movimento nas atitudes e algo natural sem cobranças ou críticas, você se torna VOCÊ!!

Hoje tenho 31 anos, curvas, dobras, celulite e estrias que contam cada parte da minha vida, assim como os hematomas lembram o tombo, a bicicleta, o carrinho de rolimã minhas curvas me lembram a superação do dito impossível para a menina gorda, a decepção dos amores que não as quiseram, a alegria dos momentos de diversão com os amigos, a pizza com os pretendentes, o bolo de aniversario dos 15 dos 18 anos, a sobremesa do domingo em família, o piquenique com os primos, as comidas mineiras nas férias na casa da vó no interior de Minas, as bolachas das raivas que meu irmão me fazia, a torta de sorvete que ele tanto adorava. Não tenho lembranças ruins minhas curvas me lembram o quanto me fez ser uma pessoa melhor ao me sentar na mesa e dividir com as pessoas que amo as experiências vividas.

Hoje no auge do meu manequim 54 me orgulho de ser a GRANDE mulher que sou. Sou amada, querida e resolvida porque dentro de mim tem um sentimento chamado respeito e que eu o uso todos os dias para comigo mesma. Olho para o espelho e vejo através dos meus olhos a grandeza do meu coração e a beleza da minha alma. Conselho dou sim: Se amem e se respeitem acima de tudo porque o importante e ser feliz!!!

                   Fernanda Ferreira

Neste domingo ao me deparar com esse texto no face, fiquei encantada e não resisti em pedir autorização para postar aqui. A Fernanda foi fofa e curtiu a idéia de dividir a sua história aqui no blog comigo e com vocês.

Abaixo uma galeria de fotos que provam o quanto a Beleza é sem Tamanho, e que existe sim lindas mulheres maiores que os padrões impostos pela mídia e também maior que o padrão imposto no Plus Size.

15.02.12

Realização, só depende de nós.

Acompanho uma fofa no Facebook, que me encantou a empolgação dela com suas atuações, convidei ela para contar um pouquinho da realização deste sonho aqui no blog. Ao ler admirei ainda mais, espero que vocês também gostem.

Meu nome é Audrey Pacaterra, tenho 42 anos, sou Funcionária Pública Municipal na Prefeitura de Guarulhos, na Área de Gestão de Teatros (Profissão essa que eu amo, pois desde criança adoro o meio artístico!). Sou fotógrafa Free lancer (Amo Fotografia e já ganhei dois prêmios como fotógrafa!). Escrevi um livro de poesias em 2007: “MInha Vida em Poesia”, onde em forma de poemas conto a história da minha vida e homenageio familia e amigos. Como sempre gostei muito de escrever, costumo ter minhas cartas publicadas no Jornal Diário de Guarulhos, onde falo sobre diversos assuntos e mato a minha vontade, ainda não realizada, de ser jornalista…rs.
Além de todos estes afazeres, ultimamente tenho tido a oportunidade de realizar outro antigo sonho: atuar como atriz em trabalhos de figuração. Já participei do Programa do Gugu e esta semana, gravei o Programa Silvio Santos.
Hoje em dia, mesmo aos 42 anos de idade, tenho recebido vários convites de produtoras para desfiles e fotos publicitárias…Infelizmente, devido à minha extensa agenda de trabalho na Secretaria de Cultura, não tenho podido atender a todos mas, na medida do possível, tento aceitar estes trabalhos que, mais do que simples trabalhos, me valorizam como mulher gordinha que eu sou (com muito orgulho, diga-se de passagem!).
Eu sou uma prova viva de que sonhos podem tornar-se reais. Não importa o tempo, pois nunca é tarde para realizá-los. Sempre fui atrás dos meus sonhos, por mais difíceis e loucos que eles pudessem parecer e, sempre consegui realizá-los.
Sempre acreditei em mim mesma…mesmo tendo sofrido builling na infância e adolescência, por sempre ter sido gordinha. Mas sempre fui uma gordinha feliz e jamais permiti que as humilhações que eu sofria me atingissem de alguma forma. Se chegaram a me atingir…serviram apenas para me tornar mais forte e mais confiante em mim mesma. Sou cristã e creio que Deus tem um propósito na vida de cada um…e que Ele nos criou perfeitos, com gordurinhas à mais ou não…somos todos perfeitos e devemos agradecer sempre à Ele por isso.
Dentre os sonhos que realizei, o maior deles foi o sonho de ser mãe. Tenho um filho incrível, de quase 15 anos, o Matheus, que é a maior alegria da minha vida. Filho este que crio sozinha pois sou solteira…Não uma mãe solteira…mas sim, solteira e mãe (como me disse uma amiga certa vez). Ser mãe foi mais um desafio vencido em minha vida. Minha família foi contra…o pai do meu filho não queria aceitar a gravidez mas, como tudo na vida é uma questão de ir em frente, sem medo de ser feliz, com o tempo, as coisas se acalmara, se acertaram e hoje meu filho é a maior alegria da minha família e da família do pai dele, pai este que hoje é apaixonado pelo filho!
Por isso, temos sempre que acreditar em nós mesmos e, se os obstáculos surgirem, simples: vamos transpassá-los, pois é para isso que eles estão lá e a nossa obrigação é vencê-los, com muita fé e perseverança em nosso coração.
Hoje me sinto uma mulher realizada: mãe, profissional e uma eterna sonhadora! E é para vocês, minhas lindas amigas Plus Size que escrevo para lembrar-lhes:
Jamais desistam, acreditem sempre em sí mesmas! Vocês são projetos de Deus e, como todos os projetos Dele, são Perfeitas!
Um beijo carinhoso à todas!
Audrey Pacaterra

Para ver fotos dela atuando no SBT é só clicar aqui.

 

31.01.12

A Censura Voltou?

Eu hesitei em trazer este assunto para o blog. Acreditava que vocês, meus leitores, não mereciam saber de tamanha baixaria. Mas, diante do ocorrido hoje, se eu me calar, serei conivente com tudo isso. Vamos aos fatos em ordem cronológica para tentar explicar o máximo possível.

No dia 21/01 /2012, aconteceu um evento de Miss Plus Size Brasil em São Paulo. Após o evento ter ocorrido, algumas leitoras que participaram do evento ficaram indignadas devido ao fato de, nos três dias que envolveram o concurso, terem pedido à organizadora que fosse tirada as medidas conforme estava no regulamento. Elas não foram atendidas e, supostamente, a vice-miss não se enquadrava no regulamento.

Abri espaço para a discussão na fã Page do blog. Não acusei ninguém, só queria entender o motivo pelo qual as meninas sentiam lesadas. Para minha surpresa, a organizadora foi na fãpage do blog me ameaçar. Imediatamente, fiz print e postei no face pois eu sabia que ela deletaria a ameça [e assim ela fez], o que causou, em mim, muita tristeza de ver pessoas que agem assim se intitulando formadora de opinião do universo plus. Ao mesmo tempo, fiquei feliz em ver que não fui a única a me chocar com essa atitude e pessoas envolvidas no meio plus vieram até mim dizer o quanto achavam triste a atitude da colega reagir assim a um questionamento.

Na imagem abaixo, há o registro da ameaça que sofri.

Clica para ler

Por fim, tinha decidido não tocar mais nesse assunto. Não por medo das ameaças, mas por acreditar que não merecia me desgastar com um concurso de Miss que estaria esquecido em 8 dias [data do próximo evento igual]. Embora, na última sexta, eu tenha sofrido algo que tudo indica pode fazer parte do ‘Isso não vai terminar bem ” que foi citado na ameaça. Mas, hoje, me sinto obrigada a retornar nesse assunto.

Estou com minha conta do Facebook suspensa por denúncias que recebi naquela imagem de print que postei. Ela foi deletada através do Facebook e fiquei proibida de postar qualquer coisa por 24 horas. É por isso que eu não vou mais me calar. Algo muito errado deve estar acontecendo para terem primeiro tentado me calar na ameaça, em seguida, eu ter sido vítima de tentativa de chacota e, agora, com a denúncia de algo que a errada nem sou eu.

O que leva uma organização a agir com ameaça e retaliações a um simples questionamento?

26.11.11

Andrea Boschim

A nossa querida Modelo Plus Andrea Boschim, passou por momentos bem difíceis nos último dias.
Ela gravou um vídeo explicando sobre tudo que ela passou, e principalmente em agradecimento a cada pessoa que torceu por ela durante seus 27 dias internada.

Como sei que muitos leitores acompanharam tudo, e ficaram também na torcida eu trouxe para compartilhar com vocês.

25.09.11

Me vejo por diferentes olhares! ….

“Fotografar é ver beleza em tudo!” (Ana Flavia Cador)


Qualquer um sabe disso não é? Até nós simples mortais ao fotografarmos com nossas câmeras digitais os aniversários, churrascos, primeiros passos, sabemos disso!
Mas este texto é para enaltecer e agradecer aos fotógrafos poetas que me deram o prazer e sabedoria de seus clicks!
Já fiz 4 ensaios profissionais, deixando claro aqui que esse termo “profissionais” é por causa dos fotógrafos!! Eu, não fui nada além de uma página em branco no livro de cada um, na qual cada um deles escreveu seus versos de maneiras diferentes e surpreendentes para mim.
Em todos eu fiquei, percebam que não estou dizendo “me achei”, eu realmente fiquei linda! Porque cada um desses momentos foi especial e todos eles trouxeram muitos momentos de beleza!
Cada um captou um olhar, uma expressão, um pensamento. Que muito provavelmente só eu e eles saberemos qual foi ao olhar para a foto. Talvez nem eles percebam isso, mas cada um dos clicks tem uma história.


Hilton Costa – olhares de surpresa e mesmo de timidez diante da lente. Um ensaio que eu ganhei e que veio em um momento em que eu queria me ver bonita! Talvez esse tenha sido o ensaio em que eu esteja mais parecida comigo mesma e menos parecida com o que o fotógrafo viu em mim! Fotos lindas e um book lindo de modelo! Talvez por ter sido o primeiro e não ter tido muito contato com ele durante a sessão. O Hilton é um fotógrafo maravilhoso, animado e paciente! Fiz esse ensaio com o Hilton no Dia de Modelo do Blog Mulherão.






Monica Casareggio – surpreendente o que a Monica viu em mim e mais surpreendente ela ter conseguido me fazer mostrar tudo isso pra ela! A Monica é uma mulher  maravilhosa, modelo lindíssima e fotógrafa excepcional!! O ensaio era apenas meu e creio que isso tenha ajudado muito, pois conversamos sobre as fotos, eu disse como queria e quando os clicks começaram eu já estava totalmente à vontade com ela, conversando e rindo enquanto ela clicava. Tenho um lindo book sensual feito por ela e fiquei bonita de um jeito que eu jamais me achei bonita. Lindas páginas a Monica escreveu  pra mim com suas fotos. Ela mais do que ninguém sabe disso!!!



Toni Escalante – Com o Toni eu fiz o Especial Plus Casting Day. O Toni é uma pessoa à parte, divertidíssimo e faz da sessão de fotos uma festa! Sempre preocupado com as poses e em pegar o seu momento mais bonito. Com seu jeito irreverente e profissional ao mesmo tempo ele conseguiu captar uns olhares no exato momento dos meus pensamentos. Apesar de a sessão ter sido feita com o intuito de um novo e mais recente book e de esse book ter sido feito, a história que o Toni escreveu com suas fotos de mim, ficou linda! E sempre que eu vejo as fotos eu sei exatamente o que eu estava pensando naquele momento!

 




Kelly Hato –  Se estivéssemos na época em que os reis e rainhas tinham uma descrição após o nome (ex. Alexandre – o grande) a Kelly seria Kelly – a doce doida! Fotografei com ela no Projeto I Believe. Nesse eu não fui com intuito de fazer book, mesmo porque esse não é o objetivo do projeto. Queria fotos artísticas e adorei as que vi feitas pela Kelly. 
E mesmo sabendo como seria, me surpreendo a cada vez que olho o resultado das fotos! A Kelly sobe na mesa, se pendura no lustre, faz pose junto com a gente e se emociona no momento em que vê como ficou a foto na máquina assim que tira, “ai que linda…. olha” , é o que ela fala quando mostra pra gente!! Kelly, as páginas que você escreveu com suas fotos são um capítulo à parte para a minha beleza. E não tem definição melhor para o dia de fotos que tive contigo, do que a sua própria!  “as fotografias são a expressão da forma como meus olhos te veem!”



Enfim, um fotógrafo é o cara capaz de ver beleza em tudo, sem preconceitos e sem medidas!
Agradeço a cada um de vocês que dedicaram tempo, lentes e olhares interpretando e registrando meus momentos de beleza!
Na imagem acima, coloquei um pouco do olhar de cada um sobre mim e um olhar meu mesmo sobre mim! O meu, sem pose, sem produção sem busca nenhuma. Simplesmente eu.
Ouvi e ainda ouço ou leio, pessoas que ao olhar os momentos que vocês captaram de mim, dizem que as fotos estão lindas e “nem parece você”. Me coloquei aí no meio dos olhares de vocês pra dizer que eu também me vi bela no momento do meu próprio click.
O belo está na capacidade de olhar as coisas sem nenhum tipo de censura ou crítica.
E o verdadeiro fotógrafo faz isso. Não importa o que ou quem está ali naquele momento, o fotógrafo vai buscar a beleza que existe captá-la e mostrá-la com seus olhos!

Texto escrito por Kakau Ricci, retirado daqui.